Na sequência da remodelação do Mercado Municipal, a secção de venda de animais vivos, como pintos, galinhas, coelhos, perus e patos, vai passar a localizar-se no Tribunal da cidade.

A medida destina-se a aproveitar pelo menos duas salas de audiências e metade de um piso do Palácio da Justiça, que se encontram completamente às moscas devido ao esvaziamento de competências.

O Presidente da Câmara, que interrompeu a visita às obras na Praça para uma conferência de imprensa conjunta com representantes do Ministério da Justiça e da Direção-Geral de Veterinária, declarou que esta medida se insere no aproveitamento de espaços públicos devolutos e também na intensa política de proteção dos animais que o Município tem seguido: “Com isto, os animais passam também a ter acesso à justiça, tal como os dois gatos que já temos na Câmara têm acesso aos serviços municipais”.

O vereador da oposição, Paulo Cavaleiro, comentou à nossa redação dizendo que apesar de ser a favor da medida tinha que se manifestar completamente contra por ser insuficiente. “Acho que fazia sentido também mudar-se o sector da peixaria para a Loja do Cidadão. Essa sim, seria uma medida diferenciadora, pois permitia que quem lá fosse pagar a água também podia levar uma solha”.

Ao saber da possibilidade de aprovação da medida proposta pelo PSD quanto ao sector do pescado, a Presidente da Junta de Freguesia manifestou-se desiludida e preocupada dizendo que, mais uma vez, tinha sido perdida uma ocasião flagrante de transferir competências para a Junta. Perguntada sobre que competências poderiam ser essas, Helena Couto declarou que, como a Junta tinha pouco que fazer, sempre poderia ajudar a escamar um besugo.

Numa sondagem à boca da lota realizada pelo nosso jornal em colaboração com a Universidade Católica em que perguntámos se os sanjoanenses aprovavam esta medida, 33% referiram não ter opinião, 22% manifestaram a mesma opinião que os anteriores, 30% são de opinião contrária e 14% não sabem/não respondem. A margem de erro é de 99,5%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...