AD Sanjoanense, 0 – UD Vilafranquense, 2

Jogo no Pavilhão da AD Sanjoanense.

Árbitro: Manuel Oliveira (AP Aveiro).

AD Sanjoanense: Daniela Pereira, Ana Rita Couto, Inês Ferreira, Joana Rodrigues, Renata Balonas.

Suplentes: Catarina Viola, Daniela Silva, Bárbara Marques, Dora Martins, Sara Fernandes.

Treinador: Jorge Moreira.

UD Vilafranquense: Sandra Coelho, Irina Melício, Rita Batista, Beatriz Alves, Margarida Alves.

Suplentes: Mariana Gomes, Índia Ferro, Marta Marujo, Rute Coelho, Liliana Pitacho.

Treinador: Rui Marujo.

Ao intervalo: 0-2.

Marcadoras: Rita Batista (2’), Irina Melício (8’).

Faltas: AD Sanjoanense, 6 | UD Vilafranquense, 8.

Após vencer a formação do Vilafranquense com um golo solitário, apontado a 30 segundos do fim, a Sanjoanense acabou derrotada uma semana depois na receção à equipa de Vila Franca de Xira com um resultado construído no 10 minutos iniciais do encontro.

Num jogo de atraso referente à primeira jornada da segunda fase do campeonato, a equipa de Rui Marujo entrou com vontade de se redimir do resultado da jornada anterior e não precisou de muito para surpreender as alvinegras. Com dois minutos Rita Batista, à boca da baliza, desvia para o fundo das redes um passe de Margarida Alves.

Com o encontro ainda no início, esperava-se uma reação das atletas comandadas por Jorge Moreira. Joana Rodrigues e Renata Balonas testaram a atenção de Sandra Coelho, enquanto Ana Rita Couto, isolada, atirou ao lado, mas seria o Vilafranquense a fazer mais estragos quando aos oito minutos Irina Melício, isolada frente a Daniela Pereira, bateu a guardiã alvinegra pela segunda vez.

A Sanjoanense demonstrava algumas dificuldades para chegar com perigo à baliza adversária e pouco depois esteve perto de ver a desvantagem aumentar, não fosse a guarda-redes alvinegra travar uma grande penalidade apontada por Rita Batista.

Uma paragem solicitada pelo técnico Jorge Moreira acabaria por trazer melhorias à equipa alvinegra, que aumentou a pressão, mas o marcador não voltaria a sofrer mais alterações até ao intervalo, muito por culpa da boa exibição da guardiã Sandra Coelho.

Na segunda parte a Sanjoanense entrou mais objetiva e com dois minutos de jogo teve uma excelente oportunidade para reduzir a desvantagem de grande penalidade, mas Inês Ferreira não conseguiu bater a guarda-redes vilafranquense. Melhor no jogo, as alvinegras criaram várias ocasiões de perigo, que foram esbarrando na guarda-redes Sandra Coelho, que acabou por ser uma das atletas em destaque neste encontro, que acabaria por terminar sem mais alterações no marcador.

O resultado não trouxe grandes alterações à tabela classificativa, com a Sanjoanense a manter-se na terceira posição. No próximo sábado as alvinegras têm um jogo difícil com a receção ao líder Benfica.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here