Também estão a ser projetadas intervenções noutras escolas como Espadanal, Carquejido, Casaldelo e Parrinho 

 

No seguimento da visita à obra de reabilitação da Escola Básica do 1º ciclo e Jardim de Infância (EB1/JI) de Fundo de Vila, o presidente da câmara fez um ponto de situação de outras intervenções que estão ou ainda vão ser levadas a cabo no parque escolar de S. João da Madeira.

Neste momento está em curso uma intervenção de reabilitação do polivalente da escola do Parque que “tinha um problema já muito antigo e muito sério de infiltra- ções”, armou Jorge Sequeira aos jornalistas, relembrando que quando retiraram o amianto reabilitaram a fachada lateral que também tinha problema de infiltrações.

Por parte da câmara municipal também estão a ser projetadas intervenções nas escolas do Espadanal, de Carquejido, de Casaldelo e do Parrinho.

“Ao longo deste mandato não houve um dia em que não estivesse em curso uma intervenção numa escola”, afirmou o presidente da câmara, assumindo a retirada do amianto, iniciada em 2018 e terminada em 2020, em sete escolas do 1º ciclo, que são da sua responsabilidade, como “prioridade por estar em causa uma questão de saúde pública”.

Projeto de reabilitação da antiga EB2,3: “Um trabalho que está em curso”

Apesar da intervenção na antiga EB2,3, agora denominada Escola Básica e Secundária de S. João da Madeira, ser da responsabilidade do Estado, a câmara municipal sanjoanense celebrou a 24 de julho de 2020 um acordo com o Ministério da Educação para acelerar o processo.

O ministro da Educação e o presidente da câmara assinaram um protocolo de colaboração que de ne as condições de transferência para o Município de S. João da Madeira das atribuições de elaboração de um estudo prévio, projeto de arquitetura e projeto de execução de reabilitação e reprogramação funcional da antiga EB2,3.

O acordo firmado por Tiago Brandão Rodrigues e Jorge Sequeira prevê, ainda, a elegibilidade, enquanto entidade beneficiária, para a intervenção de requalificação tendo em vista a remoção de materiais de construção com amianto na sua composição, a executar no âmbito do programa operacional regional Norte 2020.

“Tem que se desenhar o programa funcional, depois elaborar os termos de referência para contratar o projeto de arquitetura para a reabilitação dessa escola. Neste momento, este é um trabalho que está em curso”, adiantou Jorge Sequeira, acrescentando que “iremos depois negociar com o Governo o nanciamento”.

“Na globalidade estamos a falar de intervenções muito profundas no parque escolar da nossa cidade”, concluiu o autarca.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here