Comerciantes, instituições, associações e sanjoanenses em geral. Todos são convidados a participar na Campanha Laço Azul, de sensibilização contra os maus-tratos às crianças, numa iniciativa promovida na cidade pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de S. João da Madeira.

Neste âmbito, por ação da câmara, os repuxos de água dos lagos da “rotunda do Hospital” e da rotunda do Lugar da Ponte estão iluminados em tons de azul, sendo esta uma das várias atividades previstas, como refere o Município em nota de imprensa enviada ao labor.

O já tradicional laço humano que vinha sendo promovido pela CPCJ será substituído, este ano, por outro laço gigante, que, no entanto, não será formado por pessoas, devido à pandemia da Covid-19.

Os sanjoanenses são também desafiados a afixar nas janelas de casa laços azuis ou arco-íris em tons azuis, “numa manifestação de que nem uma pandemia nos faz ficar desatentos aos maus tratos na infância”. Tudo isto em abril, mês que a Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens instituiu como sendo “o mês da prevenção dos maus tratos na infância e juventude” e que tem como símbolo o laço azul.

Recorde-se que a Campanha Laço Azul teve início nos Estados Unidos da América, em 1989, quando Bonnie W Finney atou à antena do seu carro uma fita dessa cor para não esquecer as nódoas negras dos seus dois netos, que haviam sido vítimas de maus-tratos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...