É a pensar na retoma das modalidades desportivas de médio e alto risco nas próximas semanas e nas orientações da Direção-geral da Saúde, que dizem que a mesma “tem de ser precedida de um rastreio de todos os atletas federados”, que o Município está a preparar uma campanha de testagem. “Estamos em contacto com as federações e os clubes e já manifestámos a disponibilidade de facultar esse processo de testagem aos atletas dos clubes de S. João da Madeira”, fez saber o autarca em sede de executivo municipal.

Segundo Jorge Sequeira, “a operação está já a ser articulada entre as divisões de Desporto e de Educação (porque alguns dos testes de alunos que sejam simultaneamente atletas federados poderão ser aqui considerados) e a Proteção Civil Municipal”. Para além disso, “também já temos um contacto com um laboratório (Centro Médico da Praça), que poderá ser o laboratório que colaborará connosco na montagem dessa operação em S. João da Madeira”.

Ontem mesmo, dia 14, a Divisão de Desporto da autarquia reuniu “com os clubes da nossa terra justamente para estabelecer as regras da retoma desportiva nos termos que estão a ser preparados e protocolados e também para estabelecer as regras de acesso às nossas IDM [Instalações Desportivas Municipais] para as modalidades de médio e alto risco”, acrescentou o edil.

Há 1.105 atletas federados na cidade, mas nem todos serão testados pela câmara 

Em S. João da Madeira, são 1.105 os atletas federados a praticarem modalidades de médio risco (que “não permitem o distanciamento entre atletas, ainda que não impliquem contacto face a face”) e também de alto risco (que implicam “contacto face a face”). Mas estes não serão todos testados no âmbito da operação camarária, como fez questão de deixar claro Jorge Sequeira.

“Alguns vão ter testes das suas federações, outros poderão utilizar os testes que forem feitos nas escolas” e só no caso daqueles atletas “que não estejam em nenhuma destas situações a câmara vai promover a realização dessa testagem”.

A ideia “é permitir a retoma [em segurança] da atividade física em S. João da Madeira”, defendeu o responsável político.

422 testes a pessoal docente e não docente

Ao longo da semana passada foram feitos 422 testes à Covid-19 a pessoal docente e não docente das escolas de S. João da Madeira. O número foi adiantado pelo presidente da câmara, que ainda recordou que a testagem também em estabelecimentos de ensino sanjoanenses levada a cabo anteriormente pela Cruz Vermelha Portuguesa.

Também segundo Jorge Sequeira, na próxima semana, “vai ser feita uma nova campanha de testes de rastreio”, versando desta feita o ensino secundário, cujas aulas presenciais são retomadas esta segunda-feira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...