Depois de um ano atípico as perspetivas são “muito boas” para o Turismo Industrial, afirmou a responsável pelo projeto municipal, Alexandra Alves, à margem da inauguração da exposição “Come Closer” de José Rosinhas na fábrica Viarco.

“Apesar de ter sido um ano em que nos primeiros três meses avizinhava-se ser excecional, terminámos 2020 com números que nunca tínhamos tido”, constatou Alexandra Alves. 2020 também serviu para “repensar” o segmento de Turismo Industrial “não só a nível local, mas sobretudo a nível nacional”, assumiu a responsável pelo projeto da câmara municipal sanjoanense que neste momento está “em colaboração direta” com o Turismo do Porto e Norte e o Turismo de Portugal. “Isso quer dizer que trazemos novidades. Estão previstos mais parceiros e agências de viagens que possam promover mais e melhor o Turismo Industrial de S. João da Madeira”, revelou Alexandra Alves ao labor.

Contactado pelo nosso jornal, o presidente da câmara, Jorge Sequeira, confirmou que “estamos a selecionar novos parceiros e temos tido contactos com operadores turísticos que pretendem incluir o Turismo Industrial na sua oferta de visita a S. João da Madeira”.

As novas novidades vão ser postas em prática, mas “não no imediato porque acima de tudo está a segurança das pessoas, dos trabalhadores e dos visitantes”, esclareceu a responsável pelo Turismo Industrial de S. João da Madeira. O projeto da câmara municipal está com “os circuitos abertos para alguns parceiros e a receber visitas para grupos mais reduzidos” até que “seja possível regressar em segurança e nos moldes anteriores”, informou Alexandra Alves. Pese embora o abalo da pandemia no turismo em geral e no industrial em particular, “não tenho dúvidas que é identificado como um projeto de renome e de boas práticas a nível nacional”, concluiu a responsável pelo de S. João da Madeira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...