Colhi um Cravo Vermelho
quando Abril era criança.

Reguei-o com água benta
e o sol da minha esperança.

Colhi um Cravo Vermelho
tudo fiz para que crescesse.

Toda a vida lhe dei vida
para que Abril não morresse.

Sempre viveu no meu peito
e no coração de muitos mil.

Não murcha nos ventos de Outubro
não perde a cor em Novembro
e sempre renasce em Abril.

Eva Cruz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...