AD Sanjoanense, 23 – Sporting CP, 31

Jogo no Pavilhão das Travessas.

Árbitros: Hugo Xavier e Alexandre Bragança.

AD Sanjoanense: Lucas santana, Guilherme Novo, Francisco Silva (3), Pedro Pires (1), Lourenço Santos (8), Gonçalo Fernandes, Tiago Antunes (2), Orlando Correia, Guilherme Silva (1), Bruno Pinho, David Ferreira, Jefferson Bastos, Nuno Queirós (1), Vinícios Carvalho (6), Ricardo Pinho, Tiago Rodrigues (1).

Treinador: Nuno Silva.

Sporting CP: Manuel Gaspar, Pedro Valdés (7), Edmilson Araújo (1), Daniel Andrejew (8), Carlos Ruesga (4), Eduardo Almeida, Francisco Tavares (2), Salvador Salvador (1), Manuel Gaspar, Arnaud Bingo (1), Jens Schongarth (4), Nuno Roque, Darko Djukic (3), António Machado, Joel Ribeiro, Matevz Skok, Tomislav Spruk.

Treinador: Rui Silva.

Ao intervalo: 10-13.

A Sanjoanense cedeu, em casa, no passado domingo, frente ao Sporting, num jogo que marcou o encerramento da 24.ª jornada do campeonato. Oito golos separaram as duas equipas no resultado final (23-31), mas os Leões só conseguiram cimentar o triunfo na segunda parte, depois de 30 minutos iniciais bastante equilibrados e onde os alvinegros chegaram a estar, por duas vezes, em vantagem no marcador.

Na luta pela manutenção, os homens de Nuno Silva recebiam um dos candidatos ao título, mas os locais, que na quarta-feira anterior, haviam empatado em casa com o Madeira SAD (28-28), não se intimidaram e durante a primeira parte atenuaram a diferença entre as duas formações. E até foi a Sanjoanense que abriu o ativo, por intermédio de Lourenço Santos, que acabaria por marcar os primeiros quatro golos dos homens da casa. O Sporting reagiu e assumiu a liderança (3-6), mas uma defesa consistente, aliada a uma boa eficácia ofensiva dos alvinegros, acabaria por culminar na cambalhota no marcador aos 17 minutos, com os locais a conseguirem uma vantagem de três golos (10-7) resultado de um parcial de 3-0.

O resultado não agradava aos Leões. A formação de Alvalade organizou-se e acabaria por regressar ao comando no marcador. Depois de Jens Schongarth restabelecer o empate (10-10), Salvador Salvador e Darko Dukic aproveitaram alguns erros dos locais para, em contra-ataque isolado, ganhar dois golos de vantagem, enquanto Edmilson Araújo encerrava um parcial de 0-6 e colocava o Sporting a vencer ao intervalo por 10-13.

No regresso dos balneários a Sanjoanense tentou dar continuidade o ritmo da primeira parte e ainda conseguiu manter o jogo equilibrado durante os momentos iniciais, mas aos poucos a formação leonina foi impondo o seu jogo e dilatando a diferença, que a cinco minutos do final chegava aos 10 golos (20-30).

O triunfo dificilmente fugiria ao Sporting, mas a Sanjoanense bateu-se até ao apito final conseguindo fechar a contagem nos 23-31.

Na próxima jornada, agendada para 5 de maio, a Sanjoanense tem mais um jogo difícil com a deslocação a Lisboa para defrontar o SL Benfica, atual terceiro classificado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...