Alunos da Serafim Leite vencem 1º prémio no Festival Nacional de Robótica 

0
634
DR

Com o projeto “Smartcar” 

O projeto “Smartcar”, desenvolvido por Bruno Ferreira e Jorge Correia, do Curso Profissional de Sistemas Informáticos (TGPSI) da Escola Básica e Secundária Dr. Serafim Leite, realizado no âmbito da Prova de Aptidão Profissional do ano letivo transato, obteve o primeiro lugar no Festival Nacional de Robótica, na categoria Freebots, avança nota informativa enviada à nossa redação.

Recorde-se que este projeto já tinha obtido o 1º lugar no Concurso Nacional PAPTICe, uma iniciativa promovida pela Associação Nacional de Professores de Informática.

DR

Segundo os dois alunos premiados, “o problema abordado foi o de permitir aos utilizadores controlarem um carro através de diferentes estratégias. Primeiro por controlo manual e controlo mediado por voz e, mais tarde, implementando um sistema de condução autónoma através da utilização de modelos e algoritmos de machine learning e aprendizagem profunda, também conhecida como redes neurais”.

De registar que, após concluírem o ensino secundário profissional na Serafim Leite, os dois alunos já se encontram no ISEP, no curso de Engenharia Informática. Este trabalho foi orientado pelos professores Fátima Pais, João Paulo Barros, José Paulo Sá e Luís Pereira.

Edição deste ano foi virtual

Segundo o comunicado recebido pelo labor, o Festival Nacional de Robótica promove a Ciência e Tecnologia junto dos jovens, professores, investigadores e do público em geral, através de competições de robôs autónomos. Com realização anual em diferentes cidades, este evento também inclui um Encontro Científico (ICARSC 2021), onde é dada a oportunidade aos investigadores nacionais e estrangeiros, na área da Robótica, de apresentar os seus mais recentes resultados de investigação na sua área.

A Sociedade Portuguesa de Robótica e a Comissão Organizadora do Festival Nacional de Robótica 2021 (FNR’2021) consideraram que, face à situação pandémica, não estavam reunidas as condições necessárias para que fosse possível estarem todos presencialmente em Santa Maria da Feira, a desfrutar de um evento com a qualidade e nas condições habituais. No entanto, para não se ficar mais um ano sem competições robóticas e para se manterem os laços que unem a comunidade da robótica, foi tomada a decisão de realizar a edição deste ano do FNR em regime virtual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...