Foco estará na eficiência energética, segurança, acessibilidade e reorganização espacial 

A Câmara Municipal de S. João da Madeira está a terminar o projeto execução da obra de reabilitação e requalificação do Pavilhão das Travessas, confirmou o vice-presidente José Nuno Vieira depois de ter sido questionado sobre o assunto pelo labor.
A intervenção estimada em 3 milhões e 312 mil euros vai estar focada na eficiência energética, na segurança contra incêndios, na acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida ou condicionada e na adaptação das áreas de funcionamento do pavilhão às necessidades sentidas presentemente.

DR

A estrutura base do edifício “não vai ser alterada”, mas vão ser feitas “ligeiras ampliações com vista a reorganizar o espaço das áreas de funcionamento do Pavilhão das Travessas”, adiantou o vice-presidente, destacando, desta intervenção, “a forte componente direcionada para a eficiência energética”.
Nesta vertente estão previstas medidas – ao nível de cobertura, paredes, fachada, caixilharias, climatização e iluminação – que permitam aumentar em dois níveis a classificação energética do edifício e reduzir o seu consumo de energia até 30%. No que diz respeito às acessibilidades vão ser criadas quer para praticantes, quer para espectadores. Também serão reforçadas as medidas de segurança contra incêndios. Neste momento “estão a ser estudadas as possibilidades de financiamento com vista ao lançamento do concurso de empreitada”, informou José Nuno Vieira sem se comprometer com uma estimativa temporal de quando tal poderá acontecer.
Recorde-se que a câmara contratou uma equipa de arquitetos e engenheiros para fazer um estudo sobre as patologias do Pavilhão das Travessas que se encontrava concluído em outubro de 2019. O estudo foi entregue à câmara e serviu de base para discutir com técnicos e engenheiros o processo de reabilitação do Pavilhão das Travessas que inclui ainda a construção de courts de ténis e de padel no seu espaço exterior.

DR

O Pavilhão das Travessas é um dos maiores recintos cobertos do país, onde podem funcionar em simultâneo quatro áreas de jogo, e tem capacidade para 6.000 espectadores.
Para além das áreas de jogo, tem sala de musculação, sala de conferência de imprensa, posto médico, sala de desportos de combate, corredor de atletismo, secretaria, salas de apoio, quatro balneários e cinco arrecadações. Podem lá ser praticados desportos como Andebol, Basquetebol, Hóquei em Patins, Futsal, Voleibol, Ténis, Desportos de Combate, Desportos Gímnicos e Atletismo. O Pavilhão das Travessas foi inaugurado em 1992, tendo 10 anos depois, em 2002, sido adaptado e melhorado para receber os jogos do Mundial de Andebol de 2003.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...