Pouco mais de 466 mil euros é o valor para 2021 do Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo, projeto através do qual a Câmara Municipal de S. João da Madeira apoia financeira e logisticamente os clubes da cidade.

Do valor total, quase 134 mil euros são referentes aos apoios logísticos, que este ano sofrem uma descida significativa comparativamente a 2020, redução que é resultado das restrições impostas pela Direção-Geral da Saúde (DGS) no que diz respeito à utilização das instalações desportivas para treinos e competições. Também o apoio financeiro aos escalões seniores, atribuído de acordo com a divisão em que a equipa compete, sofreu atualização, consequência da realidade da atual época desportiva causada pela pandemia. Com quatro equipas da cidade nos principais campeonatos nacionais, tanto o hóquei em patins e andebol masculinos da Associação Desportiva Sanjoanense, bem como o futsal do Dínamo Sanjoanense, viram o valor passar dos 20 para os 30 mil euros. Já para a equipa sénior feminina de hóquei em patins do clube alvinegro a verba foi fixada nos sete mil euros, subido dois mil relativamente ao contrato do ano anterior.

Aumento justificado, de acordo com o executivo, com a exigência da realização de testes laboratoriais regulares para conter a pandemia, a presença de serviços de emergência e segurança, bem como custos de transporte e restauração.

Das 23 coletividades beneficiadas, a maior verba continua a ser atribuída à Associação Desportiva Sanjoanense, que recebe mais de metade do valor total do Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo, sendo que dos quase 265 mil euros, cerca de 214 mil são referentes a apoio financeiro.

De referir que na última reunião de câmara foi aprovado por unanimidade a solicitação do Dínamo Sanjoanense para pagamento antecipado de uma das tranches da verba atribuída, mas com Paulo Cavaleiro, vereador da coligação PSD/CDS-PP a sublinhar que “deveria ser facultado um relatório com informação mais detalhada” de cada uma das instituições. “É feita uma monitorização das situações e o que implicar alterações contratuais, como é o caso, é discutido e apreciado aqui”, explicou Jorge Sequeira, presidente da autarquia.

De referir que na última reunião de câmara foi aprovado por unanimidade a solicitação do Dínamo Sanjoanense para pagamento antecipado de uma das tranches da verba atribuída, mas com Paulo Cavaleiro, vereador da coligação PSD/CDS-PP a sublinhar que “deveria ser facultado um relatório com informação mais detalhada” de cada uma das instituições. “É feita uma monitorização das situações e o que implicar alterações contratuais, como é o caso, é discutido e apreciado aqui”, explicou Jorge Sequeira, presidente da autarquia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...