AD Sanjoanense, 29 – Águas Santas, 31

Jogo no Pavilhão das Travessas.

Árbitros: Mário Coutinho e Ramiro Silva.

AD Sanjoanense: Lucas Santana (1), Guilherme Novo (3), Francisco Silva (3), Pedro Pires (1), Lourenço Santos (5), Gonçalo Fernandes, Tiago Rodrigues, Tiago Antunes (6), Bernardo Morais, Guilherme Silva, Bruno Pinho, David Ferreira, João Henriques, Nuno Queirós, Vinícios Carvalho (10); Ricardo Pinho.

Treinador: Nuno Silva.

Águas Santas: Henrique Carlota, António Campos, Vasco Santos (1), Fábio Teixeira, Ricardo Mourão (8), José Barbosa, Pedro Cruz (8), Mário Lourenço (5), Carlos Santos, Francisco Fontes (4), Mário Oliveira, Nuno Pereira (3), João Gomes (2), Henrique Carlota, Afonso Queiroz, Ricardo Rocha.

Treinador: Marco Sousa.

Ao intervalo: 18-15.

Depois da pesada derrota (36-19) com a deslocação ao recinto do Benfica, a Sanjoanense quase surpreendia na receção ao Águas Santas, adversário que só conseguiu chegar ao triunfo nos 10 minutos finais da partida.

O jogo não se esperava fácil para os homens de Nuno Silva, que tinham pela frente o quarto classificado, equipa que aproveitou alguma desconcentração inicial dos alvinegros para colocar o resultado nos 0-4. A má entrada não abalou a Sanjoanense, que reagiu e depois de alguns momentos de equilíbrio assumiu o comando do marcador, para chegar ao intervalo com três golos de vantagem (18-15).

Na segunda parte esperava-se uma reação da formação que viajou da Maia, mas os locais conseguiram manter o nível de jogo e a liderança no marcador, chegando mesmo a ter quatro golos de vantagem. Com um ataque eficaz, onde se destacou Vinícios Carvalho, mais conhecido como Panda, como o melhor marcador da equipa e do jogo, com 10 golos marcados, os homens de Nuno Silva mantiveram o comando do resultado até aos últimos 10 minutos.

Nessa última fase do jogo, alguma precipitação dos locais, nomeadamente no ataque, resultado de algum nervosismo que tomou conta da equipa alvinegra, permitiu ao Águas Santas passar para a frente no marcador. A Sanjoanense ainda tentou reagir, mas duas exclusões de dois minutos praticamente seguidas tornaram quase impossível a recuperação dos homens de S. João da Madeira.

Tal como aconteceu no jogo com o Benfica, destaque para a chamada à equipa principal da Sanjoanense dos juniores Bernardo Morais e João Henriques.

No próximo sábado os alvinegros deslocam-se ao recinto do Boavista, formação que já tem confirmada a descida à 2.ª Divisão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...