AD Sanjoanense, 1 – Leça FC, 0

Jogo no Estádio Conde Dias Garcia.

Árbitro: Bruno Costa, auxiliado por Afonso Barbosa e Ricardo Lima (A Viana do Castelo).

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Gil Barros, Rúben, Godinho, Aldair, Barbosa (Sandro, 70’), Danso, Sam (Jota, 90’+3’), Zé Leite (Tarciso, 75’), Márcio (Paulinho, 75’), Élder Santana (Nonato, 56’).

Suplentes: Rui Mota, Sandro, Jota, Tarcisio, Paulinho, Nonato, Mário.

Treinador: Sérgio Machado.

Leça FC: Cristiano, Vasco Coelho (Assane, 56’), Guilherme (Anthony, 87’), João Paulo, Isaac Cisse (Varela, 70’), Joel (Rudy, 70’), Teles, Materazzi, Jardel (João Paulinho, 80’), Cavadas, Nelsinho.

Suplentes: Gustavo, João Paulinho, Varela, Rudy, Henrique, Assane, Anthony.

Treinador: Domingos Barros.

Ao intervalo: 0-0.

Cartão amarelo para Danso (36’), Materazzi (49’), Guilherme (62’), Cristiano (90’), Nonato (90’).

Marcador: Barbosa (58’).

Um golo solitário, num jogo escasso em oportunidades e que acabou por ser sofrido para os alvinegros, permitiu à equipa de Sérgio Machado somar três pontos importantes na luta pela subida à Liga 3.

A formação visitante perdeu, mas foi a que mais perigo criou e entrou no jogo apostada em chegar cedo ao golo e as ameaças à baliza alvinegra não tardaram. Com apenas três minutos de jogo João Paulo domina um passe vindo do lado contrário e já dentro da área remata para uma boa defesa de Diogo Almeida. Perto do quarto de hora o médio cabo-verdiano, que se revelou uma dor de cabeça para a defesa local, voltou a ameaçar quando um cruzamento para o coração da área é afastado ao soco pelo guardião alvinegro e João Paulo, em posição frontal, remata de primeira, mas por cima da trave.

O Leça tentava tomar conta do jogo e aos 37 minutos voltava a ameaçar a redes de Diogo Almeida, num lance de bola parada, com Nelsinho, de livre direto, a obrigar o guardião local a mais uma excelente intervenção.

Apesar da defesa consistente, a Sanjoanense demonstrava algumas dificuldades para sair em ataque organizado e a primeira reação às investidas visitantes surgiu perto do intervalo. Após uma investida pela faixa direita Zé Leite, assistido por Sam, chega à linha de fundo e cruza à procura de Élder Santana, mas o brasileiro falhou o desvio. Pouco depois as posições invertiam-se. Do lado contrário o brasileiro tentava assistir Zé Leite, mas um defesa visitante impediu o remate do avançado alvinegro.

A segunda parte começou como a primeira, com o Leça à procura do golo, mas seriam os homens da casa a chegar à vantagem pouco depois de uma alteração forçada nas duas equipas, resultado de um choque de cabeça entre Élder Santana e Vasco Coelho que obrigou a que ambos os atletas fossem assistidos no hospital.

Aos 58 minutos um ataque dos locais resulta em canto e Gil Barros, na marcação do lace, coloca a bola junto ao primeiro poste onde surge Rúben para o desvio, mas um ressalto em Cristiano impede a progressão da bola e Barbosa, à boca da baliza, só teve de empurrar para o fundo das redes.

A desvantagem forçou Domingos Barros a reforçar o ataque e o Leça praticamente empurrou a Sanjoanense para o seu meio campo. Sérgio Machado procurou refrescar a equipa, mas o sentido de jogo não sofreu alterações, com os visitantes a pressionarem até aos momentos finais do encontro, mas sem conseguirem chegar ao golo, num jogo que terminou com mais de oito minutos adicionais.

Com este resultado a Sanjoanense mantém-se no terceiro lugar enquanto o Leça, que chegou a S. João da Madeira na liderança da Série B, saiu na segunda posição resultado da vitória do S. João de Ver frente ao Gondomar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...