“Uma coisa são equipamentos novos que são colocados pela primeira vez ao serviço do público, outra coisa é um equipamento que existia, que podia não estar a funcionar naquele momento, mas que, entretanto, com obras de renovação, passou a funcionar”, disse Paulo Cavaleiro, para quem as recentes inaugurações do 16 de maio foram “uma inovação”.

“Tivemos uma inauguração de espaços que já existiam, alguns deles desde 2002, o que é uma coisa um bocadinho estranha nos dias de hoje”, ironizou o vereador da oposição referindo-se ao Espaço Vida, no Orreiro, e ao Espaço Renascer, no Parrinho. Equipamentos que, por serem “tão importantes”, “logo no primeiro ano de mandato” do executivo de que fez parte, “mesmo com umas condições financeiras muito difíceis, colocámo-los ao serviço da população”, recordou o social-democrata, realçando ainda o “papel inovador” de todas essas “iniciativas que têm quase 20 anos e cujo processo foi liderado por Fátima Roldão”.

“Vamo-nos centrar no essencial”, defendeu o presidente da autarquia

Jorge Sequeira não demorou muito tempo a “dar o troco”: “Nunca se apagou o facto de alguns dos espaços já terem existido. Sobre essa matéria ninguém tem dúvidas”.

“Vamo-nos centrar no essencial”, que é “o facto de agora os espaços estarem ao serviço do povo, completamente requalificados”, prosseguiu o autarca, mostrando ainda satisfação “por ter descerrado uma das placas inaugurativas com vossa excelência [Paulo Cavaleiro]”. “É sinal que todos estamos a trabalhar para o mesmo fim, objetivo”, atirou o líder socialista, assegurando ainda que “nunca esteve em causa desvalorizar o passado”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...