Até ao momento, estão infetados dois doentes e uma trabalhadora

Na semana de 31 de maio a 7 de junho, foram detetados três casos positivos de infeção por Covid-19 na Unidade de Cuidados Continuados de Longa Duração e Manutenção – Sidónio de Pinho Álvares Pardal (UCCI) da Santa Casa da Misericórdia (SCM) de S. João da Madeira.

Tal aconteceu após o internamento de um doente da UCCI no Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV), a quem foi feito um rastreio à SARS-CoV-2, que resultou positivo. Perante isto, a autoridade de saúde local decidiu rastrear todos os doentes e profissionais da UCCI, conforme avança comunicado da instituição enviado ao labor.

Uma das pessoas infetadas já tinha tomado as duas doses da vacina

Ao todo, no passado dia 5 de junho, realizou 71 testes PCR, diagnosticando-se mais dois casos positivos, um doente e uma trabalhadora da UCCI. Nota ainda para dois testes inconclusivos também de doentes, que voltaram a ser testados esta última segunda-feira.

“Dois diagnósticos positivos estão (por ora) classificados como casos de reinfeção e o terceiro verifica-se em pessoa que completou o esquema vacinal. Excetuando o doente internado no CHEDV, os demais casos positivos estão estáveis e assintomáticos”, refere a nota de imprensa, informando que “perante estes resultados foi declarado um surto na UCCI, o que levará ao rastreio semanal sistemático de doentes e profissionais durante (pelo menos) 14 dias, ou seja, até 17 de junho”.

Caso não surja outro teste positivo, a UCCI “deverá ter alta” logo que estejam vencidos 21 dias sobre o último caso positivo detetado, isto é, a 26 de junho.

Visitas e atividades não essenciais à prestação de cuidados estão suspensas

Até lá, e fruto da reativação do Plano de Contingência, neste equipamento da Santa Casa estão suspensas as visitas, confinando-se os doentes aos seus quartos, e também as atividades não essenciais à prestação de cuidados, designadamente estágios curriculares, obras de conservação e investimentos no edificado, entre outras.

Note-se que todas as outras casas residenciais da SCM, nomeadamente os lares de idosos, mantêm o regime de visitas externas e de saídas dos utentes ao exterior.

Há cerca de 35 pessoas por vacinar na UCCI

Entretanto, e indo ao encontro do que o nosso jornal noticiou na edição anterior, continuam suspensas as atividades socioeducativas dos ATL – Centros de Atividades de Tempos Livres de Carquejido e Espadanal, que estão sob alçada da Misericórdia, pelo menos, até ao próximo dia 14. Há, no entanto, uma novidade digna de nota e que o comunicado avança: “Os cinco técnicos de ATL que aí desempenham profissionalmente foram rastreados, com resultado negativo à infeção Covid-19”.

Em relação aos rastreios regulares à SARS-CoV-2 coordenados pela Segurança Social, foram testados nos lares de idosos e no lar residencial 33 trabalhadores, tendo todos testado negativo. Sobe, assim, para 408 os testes realizados nas últimas 15 semanas.

Quanto à vacinação, salienta-se o facto de, entre doentes e profissionais, haver cerca de 35 pessoas por vacinar na UCCI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...