O Clube Académico Téssera, uma das mais jovens coletividades desportivas do concelho de S. João da Madeira, tem desde janeiro uma sala na Casa das Associações. O novo espaço, que seve de sede da coletividade, acolheu, no passado dia 11, um torneio de xadrez dirigido aos membros do clube, naquela que foi a primeira prova a decorrer nas novas instalações da coletividade. Jorge Sequeira, presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, acompanhado pelo vice-presidente José Nuno Vieira, e pela Vereadora do Desporto Rosário Gestosa, esteve presente para assinalar a iniciativa e conhecer o novo espaço do clube, que funcionava na freguesia vizinha de Arrifana, numa sala que a coletividade pretende manter. O autarca, que momentos antes empatou numa rápida partida de xadrez diante de Francisco Ribeiro, presidente da mesa da Assembleia Geral do clube, elogiou o espaço e enalteceu o trabalho dos dirigentes da coletividade, destacando a importância da modalidade no que diz respeito “às regras e à disciplina”, que considera “fundamentais para uma vida em sociedade”. “Não podíamos permitir que o xadrez saísse de S. João da Madeira. Para nós seria uma grande derrota na política desportiva”, referiu Jorge Sequeira, frisando que o município está “apenas a cumprir o seu dever” com a cedência de espaços às coletividades do concelho. “Só estamos a colocar as infraestruturas ao serviço dos seus destinatários”, sublinhou, depois de Albino Faria Silva, presidente do CA Téssera, ter revelado que antes da fundação do clube chegou a receber vários convites para que os atletas que o acompanhavam representasse outras equipas de xadrez. “Sabíamos que os nossos jovens eram cobiçados, mas desde que ouvi um senhor de Leiria pedir para que não deixássemos morrer o xadrez em S. João da Madeira decidimos criar o clube”, contou o dirigente, explicando que o nome “Téssera” tem origem no grego e no latim.

As instalações foram cedidas à coletividade após a conclusão de obras de requalificação e resultam de um protocolo que permite ao clube usufruir de uma sala na Casa das Associações, espaço que Rosário Gestosa acredita ter “as condições ideais para desenvolver a modalidade”. “Esperamos que contribua para a vossa formação e que o clube continue a crescer e que sirva para que mais jovens procurem esta modalidade”, referiu a Vereadora do Desporto.

Jorge Sequeira reforçou o compromisso da autarquia no apoio às coletividades e mostrou-se entusiasmado com a possibilidade de S. João da Madeira vir a acolher “um grande campeonato de xadrez”. “Já estou a imaginar o Pavilhão das Travessas repleto de mesas de xadrez”, referiu o autarca, recordando o Campeonato Nacional de Ténis de Mesa, em 2019, que lotou por completo aquele recinto desportivo. “As infraestruturas estão à vossa disposição”, acrescentou Jorge Sequeira, destacando o retorno económico de uma competição dessa envergadura, dando como exemplo a importância do Andebolmania para o setor da restauração e da hotelaria para a cidade e região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...