AD Sanjoanense, 4 – C. Infante Sagres, 3

Jogo no Pavilhão da AD Sanjoanense.

Árbitros: Sílvia Coelho (AP Porto) e Miguel Torres (AP Minho).

AD Sanjoanense: Catarina Viola, Ana Rita Couto, Inês Ferreira, Joana Rodrigues, Renata Balonas.

Suplentes: Daniela Pereira, Bárbara Marques, Dora Martins, Sara Fernandes.

Treinador: Jorge Moreira.

C. Infante Sagres: Inês Moreira, Filipa Ferreira, Inês Açoreira, Beatriz Carmo, Andreia Moreira.

Suplentes: Sofia Laranjeira, Daniela Costa, Ana Rita Costa, Beatriz Falcão, Ana Lúcia Moreira.

Treinador: Custódio Silva.

Cartão azul para Inês Açoreira (18’).

Marcadoras: Inês Açoreira (12’ e 23’), Daniela Costa (39’), Renata Balonas (20’), Inês Ferreira (26’ e 38’), Joana Rodrigues (33’).

A Sanjoanense é uma das quatro equipas apuradas para as meias finais do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins feminino após vencer o Infante Sagres no terceiro encontro do playoff, numa prova que é disputada à melhor de três jogos.

A 10 de junho, na primeira eliminatória, jogada fora de portas, as alvinegras chegavam ao intervalo em desvantagem (2-0), mas na segunda parte uma excelente reação das atletas de Jorge Moreira acabava numa igualdade a três bolas no final do tempo regulamentar, com Renata Balonas a apontar dois golos nos últimos três minutos do encontro. O empate obrigava a prolongamento e no tempo extra foi mais feliz a formação do Infante Sagres, com Andreia Moreira a colocar o resultado nos 5-3, carimbando a vitória da formação do Porto, que ficava em vantagem no playoff.

Dois dias depois a Sanjoanense recebia o Infante Sagres e estava obrigada a vencer para continuar a sonhar com a passagem às meias finais. A vontade materializou-se e no segundo de três jogos as locais golearam a formação de Custódio Silva, que aos seis minutos de jogo já perdia por 3-0. Ainda antes do intervalo o marcador chegava aos 4-1, mas na segunda parte Renata Balonas e Sara Fernandes confirmavam o triunfo das locais (6-1).

O sonho ficava mais perto e no último jogo da eliminatória, realizado no domingo, novamente em casa, a Sanjoanense afirmava-se como uma das quatro melhores equipas nacionais ao bater o Infante Sagres (4-3) pela segunda vez. As alvinegras venceram, mas sofreram e por duas vezes tiveram de lutar para inverter o resultado negativo. A primeira foi aos 12 minutos, quando um golo de Inês Açoreira deixou as atletas de Jorge Moreira em desvantagem. Renata Balonas acabaria por igualar a partida a cinco minutos do intervalo, já depois de Inês Ferreira ter desperdiçado um livre resultado do cartão azul mostrado a Inês Açoreira, que pouco depois redimia-se com o segundo das visitantes (1-2), resultado com que se chegava ao período de descanso.

A Sanjoanense regressou dos balneários focada na vitória e praticamente resolveu o jogo nos 15 minutos seguintes. Com pouco mais de 20 segundos Inês Ferreira empatava o encontro e oito minutos volvidos era Joana Rodrigues que carimbava a cambalhota no marcador. Aos 13 Inês Ferreira bisava na partida e dava mais tranquilidade às alvinegras, que pouco depois viram Daniela Costa reduzir para a diferença mínima (4-3), que se manteria até ao apito final.

Seguem-se as meias finais frente ao Sporting CP, disputadas à melhor de três jogos. O primeiro encontro foi ontem com a receção à equipa leonina para depois a Sanjoanense deslocar-se, a 19 e 20 de junho, ao Pavilhão João Rocha. Duas derrotas afastam a Sanjoanense da final, onde irá estar o vencedora da eliminatória entre SL Benfica e AA Coimbra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...