Disse João Almeida, candidato da coligação PSD/CDS-PP, numa clara crítica à ação do executivo socialista

 

As prioridades do programa eleitoral da candidatura de João Almeida pela coligação PSD/CDS-PP à Câmara Municipal de S. João da Madeira foram apresentadas ao fim da tarde desta terça-feira no Parque Urbano do Rio Ul.

O mesmo cenário foi escolhido para as fotografias da sua campanha, com o slogan “A Melhor Cidade do País”, lançada desde a semana passada nas ruas sanjoanenses.

Ambição e Centralidade são as características da candidatura, do programa e da campanha de João Almeida. “Não há sanjoanense que não diga que já fomos maiores do que somos hoje em dia”, garantiu o candidato da coligação PSD/CDS-PP, partidos a quem atribuiu os louros de “maior liderança, dinâmica e centralidade” de S. João da Madeira.

João Almeida pretende criar um “Programa Social de Recuperação Pós-Covid” com o objetivo de “não deixar ninguém para trás”. Outra prioridade da sua candidatura é a criação do “Programa Investe em S. João da Madeira” para que “mais nenhuma empresa saia do nosso território” uma vez que “temos saldo negativo no investimento empresarial ao longo deste mandato”, disse João Almeida, defendendo que é preciso ter capacidade para “zelar por quem cá está e atrair novo investimento”, bem como valorizar as incubadoras Sanjotec e Oliva Creative Factory. Em matéria de investimento também está planeado o “Programa S. João da Madeira 20-30”. “Portugal vai ter mais fundos do que nunca. Os fundos que vamos ter são do interesse de S. João da Madeira. Tem de ser a câmara municipal a conduzir um processo estratégico de candidatura a estes fundos por parte de todas as instituições que desenvolvem atividade na cidade”, indicou o candidato da coligação. Para a Educação estão previstos os programas “Geração de Líderes” que visa preparar os alunos para as realidades atuais do mundo e “Mostra o teu Talento” que pretende “por as Atividades Extra Curriculares a trabalhar fora das escolas com as instituições” para estimular o potencial dos alunos, explicou João Almeida. Às prioridades anteriores acresce, para já, apenas mais uma que é o “Programa Centro Somos Todos”. Ao contrário do atual executivo que decidiu “olhar para uma suposta periferia”, “vamos olhar para a cidade como um todo”, afirmou o candidato. Como forma de “recuperar algumas zonas que fomos perdendo”, estão previstos objetivos como dar atenção e prioridade a pequenas intervenções; promover animação descentralizada; e um programa de mobilidade que promova o uso de bicicletas elétricas.

João Almeida acredita que o programa apresentado “já tem prioridades muito claras que poderão fazer muita diferença” em S. João da Madeira. “Nós só ainda temos o princípio do nosso programa, mas já temos muito mais do que aquilo que foi feito nos últimos anos”, incitou o candidato da coligação PSD/CDS-PP numa clara crítica à ação do executivo socialista. O cartaz de campanha não tem símbolos, apenas uma mensagem que é fazer de S. João da Madeira “A Melhor Cidade do País”. Um “compromisso que queremos que todos os sanjoanenses assumam com orgulho” porque “só chegaremos mais longe se trabalharmos juntos”, vincou João Almeida.

“É da mais elementar justiça para quem tem orgulho no seu legado voltar a colocar S. João da Madeira ao mais alto nível em termos nacionais”

DF

Como sinal de apoio à candidatura de João Almeida, Salvador Malheiro e Ricardo Silva, líderes das distritais de Aveiro do PSD e do CDS-PP, respetivamente, estiveram presentes na apresentação da candidatura da coligação que é liderada pela primeira vez por um elemento centrista em S. João da Madeira. “Vivemos tempos complicados, temos pela frente desafios enormes e precisamos de líderes alinhados com os desafios de futuro”, afirmou Salvador Malheiro. “Não vamos falar mal de ninguém, mas o que é certo é que estes últimos quatro anos de mandato permitem saber com o que podemos contar em S. João da Madeira”, constatou o líder da distrital do PSD, considerando, por isso, que “é da mais elementar justiça para quem tem orgulho no seu legado voltar a colocar S. João da Madeira ao mais alto nível em termos nacionais”. Para tal, o concelho precisa de um líder que “tenha mundo, seja competente, tenha visibilidade nacional e, sobretudo, saiba incutir dinâmica a esta gente tão trabalhadora, determinada e bairrista”, salientou Salvador Malheiro. Já Ricardo Silva realçou que “o João é a pessoa certa para voltar a colocar S. João da Madeira no rumo certo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...