Câmara e agrupamentos de escolas fazem balanço positivo da nova organização do ano letivo

 

Esta última terça-feira, na Biblioteca da Escola das Fontainhas, a autarquia e os três agrupamentos de escolas (AE) apresentaram o primeiro relatório com conclusões sobre o POSAE – Projeto da Organização Semestral do Ano Escolar que está a ser implementado em S. João da Madeira, neste ano letivo, em todos os níveis de ensino.

Segundo comunicado remetido à nossa redação pelo Município, o balanço da aplicação desta medida é muito positivo, segundo o documento apresentado, com os diversos agentes educativos – alunos, pais encarregados de educação e professores – a manifestarem a existência de uma melhoria nos métodos de ensino e na avaliação da aprendizagem das matérias.

Na sessão, o autarca Jorge Sequeira explicou que esta medida resulta de um memorando de entendimento proposto pelas direções dos agrupamentos, que “acolheu o apoio da câmara municipal e posterior aceitação do Ministério da Educação”.

Exemplo de S. João da Madeira poderá ser seguido por outros municípios do país já no próximo ano letivo

Os objetivos deste novo formato de calendarização passam, essencialmente, por “desburocratizar e valorizar o processo de ensino”, tal como afirmou, também na ocasião, Irene Guimarães, vereadora da Educação, acrescentando que “esta experiência de organização semestral escolar em S. João da Madeira contribuiu para que o Ministério da Educação esteja, neste momento, a dar possibilidade a todos os municípios do país de o fazerem já a partir do próximo ano letivo”.

O relatório apresentado refere que, com base em inquéritos realizados junto da comunidade educativa, nomeadamente, docentes, alunos e encarregados de educação, destacam-se diversas melhorias no contexto educativo. Em concreto, da informação recolhida conclui-se haver mais eficiência e tranquilidade na gestão do tempo à disposição dos docentes e dos alunos, bem como a possibilidade de um trabalho mais cooperativo entre professores, com a adoção de períodos previstos para reuniões ao longo dos dois semestres.

Segundo o testemunho partilhado pelos três diretores dos três AE presentes nesta sessão, Anabela Brandão, Mário Coelho e Mota Garcia, existe unanimidade quanto à opinião sobre a continuidade da “semestralidade” no ano letivo 2021/2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...