Após mais de 15 meses encerrado devido à pandemia, o Centro de Dia de S. João da Madeira da Santa Casa da Misericórdia (SCM) reabre na próxima segunda-feira.
A SCM pretendia abrir as portas desta sua resposta social já na quarta-feira desta semana, mas a julgar pela “auscultação de interesses” que tem vindo a levar a cabo junto dos utentes o mais provável é que só o faça a 12 de julho, como adiantou ao labor o diretor de serviços. De qualquer modo, Vítor Gonçalves também disse ao nosso jornal que “se tiver utentes para abrir antes, abro”.

A reabertura desta que era a única valência da instituição sanjoanense que ainda estava “suspensa”, digamos assim, surgiu na sequência da publicação por parte do Governo do Decreto-lei (DL) nº 53-A/2021, de 16 de junho, que “determina a retoma das atividades de apoio social desenvolvidas em centros de dia com funcionamento acoplado a outras respostas sociais, a partir do dia 1 de julho de 2021”.

Com este DL, deixou de ser necessária a avaliação das condições de reabertura, a realizar pela Misericórdia, pelo Instituto da Segurança Social e pela autoridade de saúde local, conforme esclarece comunicado da SCM remetido ao nosso semanário, recordando também que os centros de dia de Fajões e de Nogueira do Cravo já retomaram o seu funcionamento normal, o primeiro a 16 de março deste ano e o segundo na semana passada, como, aliás, o labor noticiou oportunamente.

ATL da EB1 Conde Dias Garcia continua com casos de Covid

A única resposta social da Misericórdia com casos de Covid-19 positivos continua a ser o ATL da EB1 Conde Dias Garcia. Retomada a frequência pelos alunos dos 3º e 4º anos, seguiram agora, igualmente, para isolamento profilático 16 utentes dos 1º e 2º anos e uma técnica de ATL.

De acordo com a nota de imprensa, esta decisão da SCM assenta no facto de um aluno da EB1 Conde Dias Garcia, que é também utente do ATL, ter sido diagnosticado positivo à SARS-CoV-2 a 30 de junho.

Vacinação por concluir apenas no Lar de Idosos São Manuel, UCCI e Lar do Pisão

Ainda relativamente à semana de 28 de junho a 5 de julho, destaca-se a realização de 58 testes de antigénio a doentes e profissionais da Unidade de Cuidados Continuados de Longa Duração e Manutenção – Sidónio de Pinho Álvares Pardal (UCCI), que resultaram negativo. Este foi o primeiro de vários rastreios quinzenais que serão levados a cabo na UCCI a mando da Administração Regional de Saúde do Norte, como o nosso jornal avançou na edição anterior.

Além disso, no que diz respeito à vacinação, há a salientar que falta vacinar sete profissionais do Lar de Idosos São Manuel. Estes, de acordo com a Santa Casa, serão contactados para o efeito “em data próxima”.

Já a inoculação dos utentes e profissionais da UCCI deverá ocorrer durante esta semana, sendo que os primeiros deverão ser vacinados nas instalações da própria valência, enquanto os segundos serão no centro de vacinação local.

Relativamente ao Lar Residencial do Pisão, na Vila de Fajões, o processo terminará a 14 de julho, com a vacinação de 10 utentes que contraíram Covid em janeiro de 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...