Oposição queixa-se de ter recebido informação “em cima da hora” 

 

Depois de ter perguntado, várias vezes, qual era o impacto real da pandemia nos cofres do Município e de até ter votado contra as contas de 2020 por na altura ainda não ter essa informação, Paulo Cavaleiro acabou por recebê-la na passada terça-feira, minutos antes da reunião de câmara começar.

Jorge Sequeira garantiu que mal as contas referentes à Covid-19 foram disponibilizadas pela Divisão de Finanças e Património “foram enviadas de imediato” para a coligação PSD/CDS-PP. Mas, para Paulo Cavaleiro, “isto não é forma de tratar os vereadores da oposição”. “As contas chegaram em cima da hora, pouco antes da reunião, que é para não poder falar do que está no documento”, atirou o social-democrata.

Acontece que, segundo o líder do executivo, “só nos foi possível entregar agora”. Aliás, Jorge Sequeira fez mesmo questão de deixar claro que “o objetivo nunca foi limitar o direito de participação da oposição”.

Impacto na receita e na despesa municipais até à data de 31 de dezembro de 2020

De acordo com o documento assinado pela chefe de divisão, Sofia Rocha, a que o labor teve acesso já à margem da reunião, a autarquia estima – até à data de 31 de dezembro de 2020 – em cerca de 570 mil euros o montante da despesa não efetuada em atividades municipais suspensas ou canceladas, ao mesmo tempo que estima em 500 mil euros o valor da despesa no âmbito da Covid-19.

Para além disso, ascende a 1,2 milhões de euros o montante de receita não arrecadada no ano 2020 face a 2019, por força do impacto da pandemia, e em cerca de 454 mil euros a despesa não efetuada em 2020, resultando num saldo negativo que ronda os 700 mil euros.

O documento refere que “os reflexos da Covid nas contas não se limitam àqueles que são ou foram os custos diretos (como sejam despesas com EPI´s, produtos de limpeza, testes, computadores, ventiladores, etc.) ou a redução das despesas (como sejam, o corte na despesa dos eventos, redução em alguns serviços, redução em consumíveis, etc.)”. Nesta análise são também tidos em conta outros fatores igualmente “determinantes como impostos, bens e serviços, eletricidade, entre outros”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...