Pedir dinheiro emprestado a desconhecidos? Conheça os perigos associados

0
30

Se está ‘aflito’ com falta de dinheiro, não tem ninguém de confiança a quem recorrer e o banco não facilita, evite os anúncios que prometem dinheiro “na hora”, pois poderá estar a meter-se em sarilhos! A necessidade leva, por vezes, o consumidor a expor-se a “armadilhas” que poderão colocar em perigo a situação financeira ou o seu património.
Alguns dos requisitos exigidos para obter este tipo de empréstimo são a garantia de imóvel ou mesmo a sua venda a terceiros desconhecidos, ou cheques (em regra) de 100 euros, que, apesar de pré-datados, poderão ser levantados a qualquer momento, ou ainda a emissão de uma declaração de dívida como ‘comprovativo do negócio’. O objetivo em regra é a obtenção de lucro fácil.
Evite a todo o custo recorrer a estes ‘esquemas’ que prometem dinheiro “na hora” que cobrar-lhe-ão juros elevadíssimos, poderão inclusivamente empurrá-lo para uma espiral de dívida(s) da qual só muito dificilmente conseguirá sair, arriscando-se a ficar sem património.
A DECO dispõe de um protocolo de colaboração com o Município de S. João da Madeira e presta apoio localmente aos munícipes por marcação prévia. Contacte o Município para agendamento: consumidor@cm-sjm.pt ; 256 200 218.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...