“Invisíveis” estreia esta sexta-feira

 

Desde maio que o Museu da Chapelaria é espaço de desenvolvimento criativo do que virá a ser a nova instalação do projeto INTERFERÊNCIAS 1.0.

Entre máquinas e ferramentas, entre agulhas e dedais, um dedo de conversa que se transforma numa tarde de partilha e conhecimento, quantas memórias se vão (re)descobrindo, quantos mundos se reúnem em torno de uma mesa…

Esta sexta-feira, 16 de julho, pelas 20h30 é apresentado publicamente o resultado final de todo este processo criativo.  Intitulada “Invisíveis”, a peça revela-se sob a forma de uma instalação plástica pensada para habitar o Museu da Chapelaria, contando com a participação de diversos elementos da comunidade local, alguns dos quais também participantes do primeiro processo criativo e outros estreantes.

Após a estreia, com lotação já esgotada, esta performance vai ser repetida ao longo do fim de semana, nomeadamente nos dias 17, às 11h00 e 15h30, e 18 de julho, no mesmo horário.

A apresentação em si terá uma duração estimada de 20 minutos, tendo início no exterior do Museu da Chapelaria em forma de deambulação com os participantes e a própria peça entrando, de seguida, no rés-do-chão. Atente-se que o público estará a todo o momento no interior do museu, em lugares previamente demarcados.

Para assistir à performance será necessário reserva e levantamento prévio de bilhetes, estando a lotação de cada sessão limitada a um máximo de 14 pessoas.

INTERFERÊNCIAS 1.0 é um projeto desenvolvido pelo Teatro da Didascália, no âmbito do Programa Cultura para Todos, desenhado pela Divisão da Cultura e pela Ação Social do Município.

Entre dezembro de 2020 e julho de 2022 haverá intervenção em cinco espaços da cidade. Depois do Museu do Calçado, o Museu da Chapelaria é o segundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...