Os bloquistas Moisés Ferreira, deputado à Assembleia da República, e Sara F. Costa, candidata à câmara, estiveram reunidos com Mário Coelho, diretor do Agrupamento de Escolas Oliveira Júnior, que lhes fez um ponto de situação sobre o decorrer das atividades letivas em altura de pandemia, os seus principais desafios, mas também as formas como superaram dificuldades. Para o partido, “a educação é a base da sociedade democrática”, declarou a candidata Sara F. Costa, realçando, ao nível dos serviços educativos, a importância da articulação da biblioteca e do programa cultural do concelho com as escolas. “A educação é da responsabilidade das escolas, dos pais e também do envolvimento do resto da sociedade”, sublinhou a candidata.

Como principais falhas na área da educação no concelho, os bloquistas referiram a pouca oferta de jardins de infância e a inexistência de creches públicas. “As creches públicas são essenciais para a segurança de quem quer ter filhos. Uma resposta pública para ajudar as famílias a cuidar dos seus bebés é urgente. Não só porque sabemos da importância do aumento da natalidade no concelho e no país, mas também porque o apoio da creche alivia a carga de trabalho normalmente assumida pelas mães e avós nesta fase da vida da criança”, aponta Sara F. Costa. Outras propostas dos bloquistas para o concelho passam por “propor um plafond atribuído pela câmara a cada escola destinado a pequenas reparações de forma a agilizar esse processo que até agora tem sido lento”, acrescenta a candidata.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...