“Sentimos que estávamos a fazer história em S. João da Madeira”, disse a presidente da Associação de Jovens Ecos Urbanos a propósito da primeira Marcha LGBTQIA+ realizada na cidade, que acabou por ser o momento alto não só do último dia, como também de toda a Semana da Juventude.
“Normalmente, estas marchas só acontecem nas sedes de distrito e estar a fazer uma em S. João da Madeira ‘abriu’ muitas cabeças e colocou ‘em cima da mesa’ um assunto que até então não tinha sido colocado”, completou Rita Pereira.

 

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...