“White Eye”, de Tomer Shushan, venceu a Lousa de Ouro por ter sido considerado o melhor filme da 19ª edição do Arouca Film Festival que terminou no passado dia 18 de setembro. Na tela é retratada a história de um homem que encontra a sua bicicleta roubada que agora pertence a um estranho. Ao tentar recuperá-la, enfrenta questões de racismo, abuso policial e xenofobia. A curta-metragem israelense “White Eye” esteve entre os indicados ao Óscar 2021.
A Lousa de Prata foi para a França, depois de “The Van de Erenik Beqiri” ser reconhecido como segundo melhor filme do festival. Na categoria Filmes “Covid”, dedicada a obras produzidas durante o período de confinamento, o vencedor foi “Made in China”, de Ale Damiani.
Diretamente do Quirguistão, “The Road to Eden”, de Bakyt Mukul e Dastan Zhapar Uulu, foi o vencedor na categoria de melhor filme internacional.
Ao longo de uma semana 50 filmes de países de todo o mundo estiveram em competição no Festival de Cinema de Arouca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...