PS mantém maioria absoluta nos três órgãos autárquicos

0
107

Jorge Sequeira reeleito presidente da câmara, mas perde um vereador para a coligação

A vitória dos socialistas em 2017 surpreendeu toda a gente porque o partido não vencia a Câmara Municipal de S. João da Madeira há 40 anos. Uma vitória histórica por ter conquistado a maioria absoluta nos três órgãos autárquicos. Passados quatro anos, os socialistas conseguiram manter a maioria ab- soluta na câmara e nas assembleias municipal e de freguesia, mas perdeu alguns votos e, consequentemente, mandatos. Assim como outros partidos. Um efeito provocado pela diminuição do número de eleitores e pela abstenção de mais de metade da população sanjoanense que decidiu não votar nas eleições autárquicas realizadas no último domingo.

De acordo com os resultados finais das eleições autárquicas em S. João da Madeira, o PS conquistou 5.009 votos (51,6%) para a câmara, seguido da coligação PSD/CDS-PP/IL com 3.119 (32,13%), da CDU com 444 (4,57%), do Bloco de Esquerda (BE) com 374 (3,85%), do Chega com 274 (2,82%), e, por último, do “Nós, Cidadãos!” (NC) com 102 (1,05%).

Lembre-se que os dois últimos partidos mencionados anteriormente apenas concorreram a este órgão.

Assim sendo, na câmara municipal os sete mandatos voltaram a ser distribuídos entre o PS e a coligação que passou de dois partidos, PSD e CDS-PP, nas eleições autárquicas de 2017 para três, com o reforço da Iniciativa Liberal, em 2021.

Aos socialistas foram atribuídos quatro mandatos na câmara municipal com Jorge Sequeira a ser reeleito presidente, acompanhado, novamente, de Irene Guimarães e Paula Gaio, que desempenharam funções de vereação, e de José Nuno Vieira, que além de vereador acumulou o cargo de vice-presidente no mandato anterior.

Já a coligação conseguiu três mandatos com João Almeida, que passou do terceiro em 2017 para o primeiro lugar da lista à câmara em 2021, Susana Lamas, líder da concelhia do PSD que transita da Assembleia Municipal, e Tiago Correia, que se estreia como vereador e volta a exercer um cargo político depois de um afastamento nos últimos anos, a serem os rostos da oposição.

Tendo em conta os resultados das eleições autárquicas de 2017, o PS mantém a maioria absoluta, mas perde o lugar do quinto vereador para a coligação que aumenta assim a sua representação, de dois para três, na câmara municipal.

Recordemos que há quatro anos o PS conseguiu 6.148 votos (55,37%), mais 1.139 do que agora, e elegeu cinco vereadores. Já a coligação atingiu os 3.579 votos (32,23%), mais 460 do que agora, e elegeu dois vereadores. Os restantes partidos – CDU com 446 votos (4,02%), BE com 268 (2,41%) e PAN com 204 (1,84%) – não conseguiram eleger ninguém para a Câmara Municipal de S. João da Madeira.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...