Cerca de 130 jovens de São Tomé e Príncipe vieram estudar para o Centro de Formação Profissional da Indústria do Calçado durante três anos em regime de internato 

São jovens cheios de esperança espelhada nos rostos. Deixaram tudo para trás em busca de uma vida melhor, de um futuro mais risonho. Deixaram a família, os amigos, o sol que praticamente brilha todo o ano, os hábitos e costumes que tiveram desde sempre.

Surgida esta oportunidade de vir estudar para o Centro de Formação Profissional da Indústria do Calçado (CFPIC) não hesitaram. E se voltasse a surgir fariam exatamente o mesmo, tamanha é a vontade de singrar na vida.Tanto que nem as saudades das suas origens os fazem desistir.

São cerca de 130 jovens oriundos de São Tomé e Príncipe, com idades entre os 15 e os 22 anos. Vão ficar em S. João da Madeira (SJM) e em Felgueiras, onde o CFPIC está sedeado e tem um polo, respetivamente, durante três anos a receber formação em regime de internato.

Em Felgueiras estão aproximadamente 30, a frequentar os cursos de Técnico de Modelação de Calçado e Técnico Administrativo. Os restantes estão a estudar na “Cidade do Labor”, também conhecida como “Capital do Calçado”, nos cursos de Técnico de Modelação de Calçado; Técnico de Fabrico Manual de Calçado; Técnico de Manutenção de Máquinas Industriais de Calçado e Marroquinaria; Técnico Administrativo; Técnico de Eletrónica, Automação e Comando.

Uns vieram em janeiro deste ano, outros mais tarde. Mas todos chegaram no meio de uma crise pandémica, que nada tem a ver com o que se vive em São Tomé e Príncipe. Lá não se “vive esta questão da Covid, nem de perto nem de longe, com a preocupação que temos aqui”.

“Vive-se na rua e continua-se a viver na rua”. Mesmo com a Covid-19. E, por isso, “incutir nestes jovens a questão das regras da etiqueta respiratória, dos distanciamentos, é uma tarefa, diria eu, hercúlea e muito pouco producente”, confidenciou a diretora do CFPIC ao labor.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...