O vice presidente da Associação Desportiva Sanjoanense e responsável máximo pelo andebol, José Pedro Silva, fez um balanço, em exclusivo ao Labor, dos primeiros meses de atividade da secção, numa fase em que a retoma no pós-covid tem vindo a trazer, lentamente, alguma normalidade.

Começou por falar da equipa sénior masculina, que assegurou a manutenção na 1ª divisão, e que, após seis jogos disputados no campeonato, não tem defraudado as expectativas dos dirigentes. “Correu relativamente bem até à lesão do brasileiro Cleryston Novais, um dos nossos principais reforços desta época”, lamentou. “Ele faz três posições e já jogou dois mundiais ao serviço do Brasil, mas a sua lesão, que é grave, provoca-nos uma grande baixa e não nos permite, para já, perceber quando será o seu regresso aos treinos”. Talvez por isso, o dirigente alvinegro acredite que a época poderia estar a correr melhor, porque, com ele em campo, os jogos que foram praticamente todos muito disputados, poderiam ter outro resultado. “Ele dá-nos capacidade para rodar a primeira linha, pois tratasse de um jogador universal consegue fazer várias posições”.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...