E a falta de higiene e o mau estado do tanque do Pedaço

Os ativistas da CDU voltam a colocar o dedo em feridas que existem um pouco por toda a cidade. Desta vez, o foco recaiu sobre o Tribunal de S. João da Madeira.
“O estado de degradação provocado por vandalismo e ausência de manutenção impressionam quem observa. Não há neste edifício sinais de conservação”, critica a CDU, lamentando “a existência de atos criminosos de destruição que revelam ausência de policiamento”.
Também considera “inaceitável o que está a acontecer e, apesar da preservação do prédio ser uma competência do Poder Central, o Ministério da Justiça, o Poder Local e os seus eleitos não podem ficar indiferentes”, pedindo, por isso, que “apareçam as soluções deste problema”.
Para além do “prejuízo material” que representa o subaproveitamento do Tribunal sanjoanense para o país, o seu estado de degradação “promove uma imagem de indignidade da Justiça que deixa preocupados todos os que defendem uma sociedade democrática”, lê-se no comunicado enviado pela CDU ao labor.
Os ativistas indicaram ainda como segundo foco de atenção “a falta de higiene e o mau estado do tanque do Pedaço”.

 

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...