CDC Montalegre, 1 – AD Sanjoanense, 3

Jogo no Estádio Dr. Diogo Vaz Pereira, em Montalegre.

Árbitro: João Bernardino, auxiliado por Afonso Barbosa e Nélson Santos (AF Viana do Castelo).

CDC Montalegre: Márcio Rosa, Ouattara (Angola, 46’), Agostinho Carvalho, Vítor Pereira, Zack (Muelson Samate, 46’), João Fernandes, Luan Sérgio, Rúben Neves (Manuel Cordeiro, 64’), Papa Lelé (Beto Lopez, 64’), Joãozinho, Anderson Zangão (Baba Sow, 64’).

Suplentes: Nuno Rafael, Bruno Morais, Manuel Cordeiro, Baba Sow, Muelson Samate, Angola, Beto Lopez.

Treinador: José Manuel Viage.

AD Sanjoanense: Fábio Matos, Aldair, Edgar, Danrlei, Luís Ká, Jorge Pereira, Rúben Alves (Pedro Pinho, 66’), Vítor Braga (Ousmane Diagne, 86’), Zé Pedro (André Paço, 74’), Jordão (Bruninho, 66’), Vinícios (Didi, 86’).

Suplentes: Gabriel Sousa, Diogo Brito, André Paço, Ousmane Diagne, Pedro Pinho, Didi, Bruninho.

Treinador: Tiago Moutinho.

Ao intervalo: 0-2.

Cartão amarelo para Agostinho Carvalho (17’), Papalelé (32’), João Fernandes (35’), Vinícios (57’), Márcio Rosa (60’). Cartão vermelho para Luís Ká (73’)

Marcadores: Vítor Braga (18’ gp), Vinícios (34’), Zé Pedro (61’ gp), Angola (83’).

No regresso do campeonato, após uma breve paragem, a Sanjoanense venceu na deslocação a Montalegre e ascendeu à sexta posição da classificação.

Com uma exibição consistente, a formação orientada por Tiago Moutinho, que alcançou aqui a segunda vitória nos dois jogos que tem à frente da equipa alvinegra dominou o encontro quase na totalidade, mas foi a equipa da casa que teve mais iniciativa de jogo numa fase inicial da partida. E a primeira situação de perigo coube mesmo aos locais com Joãozinho, logo aos dois minutos, a surgir na pequena área solto de marcação, mas a atirar por cima em resposta a um cruzamento de Zack. Pouco depois Rúben Neves surgiu em boa posição para finalizar, mas o remate acabou desviado por Aldair.

À passagem dos 10 minutos a Sanjoanense encaixou-se no jogo do adversário e aos poucos tomou conta da partida. Zé Pedro ameaçou com um cabeceamento, mas foi Vinícios, antes do primeiro quarto de hora, que teve tudo para abrir o marcador ao aproveitar um erro de Vítor Pereira para surgir frente a Márcio Rosa, mas atirou à figura do guarda redes.

A Sanjoanense foi crescendo no jogo e aos 16 minutos chegou ao golo na marcação de uma grande penalidade, convertida por Vítor Braga. Aldair aproveitou um toque de calcanhar de Rúben Alves para avançar pela grande área, mas acabou travado em falta por Agostinho Carvalho.

O Montalegre reagiu e por duas vezes esteve perto da igualdade, ambas com assinatura de Rúben Neves, que esbarraram no guardião Fábio Matos. A segunda resultou num pontapé de canto que permitiu um ataque rápido dos visitantes e que se revelou fatal para os homens da casa. Vinícios, assistido por Rúben Alves, arranca em velocidade desde o meio campo e depois de deixar a defensiva local para trás bate Márcio Rosa na sequência de um ressalto após uma primeira defesa do guardião local, fixando o resultado em 0-2 ao intervalo.

Na segunda parte a Sanjoanense manteve o mesmo ritmo e aos 61 minutos chegou ao terceiro, fruto de mais uma grande penalidade, na sequência de uma falta de Márcio Rosa sobre Jordão e que Zé Pedro converteu.

A recuperação era difícil, mas os homens de José Manuel Viage não desistiram e fixaram o resultado final aos 83 minutos, numa altura em que os alvinegros jogavam em inferioridade numérica após o vermelho mostrado a Ká. O remate de Angola à entrada da área saiu fraco, mas longe do alcance de Fábio Matos.

Na próxima jornada a Sanjoanense desloca-se a Fão para defrontar o SC Braga B.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...