GD Macedense, 4 – Dínamo Sanjoanense, 4

Jogo no Pavilhão Municipal de Macedo de Cavaleiros.

Árbitros: Fábio Silva e Bruno Castro.

GD Macedense: Côco, Carlos Pires, Miguel Castro, Zé João, Vítor Hugo.

Suplentes: Vítor Costa, Patrick Simão, Patrick Erick, Richie, Rafael esteves, Philippe Alves, Riquinho.

Treinador: Rui Costa.

Dínamo Sanjoanense: Babas, Xavier Moreira, Nando Costa, Tiago Silva, Felipe Simas.

Suplentes: Rui Capelas, Bruno Moreira, Valter Batista, Chico leitão, João Carvalho, Zé Paulo, Pedro Sousa.

Treinador: André Crud.

Ao intervalo: 1-2.

Cartão amarelo para Vítor Hugo (16’), Zé João (23’), Richie (27’), Miguel Castro (32’).

Marcadores: Patrick Simão (8’, 37’), Zé Paulo (12’), Felipe Simas (16’, 32’), Tiago Silva (28’), Patrick Erick (32’), Zé João (37’).

O Dínamo cedeu um empate a quatro bolas na deslocação a Macedo de Cavaleiros e caiu para a terceira posição. A equipa que viajou de S. João da Madeira, e que chegou a estar em desvantagem (1-0), esteve a vencer por 1-4, mas acabou por permitir que os locais chegassem à igualdade em apenas cinco minutos. Com este empate o Dínamo viu o líder Caxinas – que venceu o Rio Ave (1-6) – aumentar para sete pontos a distância pontual e o Marítimo ascender ao segundo lugar.

Se os homens de André Crud chegavam a este encontro motivados pela goleada em casa da jornada anterior, já o Macedense procurava regressar aos triunfos depois de duas derrotas consecutivas e foi precisamente a equipa local a primeira a festejar. Com oito minutos de jogo Patrick Simão aproveitou um passe de Carlos Pires para, em deslize, bater Babas. A desvantagem não abalou os visitantes, que responderam minutos depois com um golo digno de ser revisto. Zé Paulo, praticamente em cima da linha de fundo, aproveitou uma assistência de Pedro Sousa para bater Côco, que limitou-se a ver a bola passar pelo meio das pernas. Simas, de grande penalidade, deu vantagem (1-2) ao Dínamo pouco depois, resultado com que se chegou ao intervalo.

Os visitantes entraram bem na segunda parte e com oito minutos Tiago Silva aumentou a diferença com um pontapé sem hipótese de defesa para o guardião da casa. O ala tirou um adversário da frente e em posição frontal rematou ao ângulo esquerdo da baliza à guarda de Côco. Quatro minutos volvidos Simas beneficiou de um ressalto de uma defesa de Babas para fazer o quarto. O homem do Dínamo aproveitou a baliza local deserta, fruto da entrada do guarda-redes avançado, para marcar com um pontapé praticamente de ponta a ponta.

Os visitantes pareciam esta no caminho de mais um triunfo, mas o Macedende relembrou de imediato os homens de André Crud que tinham intenção de discutir o resultado, com Patrick Erick a aproveitar um desarme de Valter Batista para reduzir a diferença (2-4). O golo deu um novo alento aos locais, que cinco minutos volvidos chegavam à igualdade e fixavam o resultado final. Primeiro foi Patrick Simão, com o desvio de uma assistência, e depois Zé João com um remate que ainda embateu no poste.

No próximo dia 3 de outubro o Dínamo recebe o Fafe.

Resultados da formação:

Juniores

Dínamo Sanjoanense, 10 – CRECUS, 1

Juvenis

ACR Vale Cambra, 3 – Dínamo Sanjoanense, 8

Iniciados

Dínamo Sanjoanense, 7 – Novasemente, 0

Infantis

Dínamo Sanjoanense, 3 – Telhadela, 0

Benjamins

PARC 3 – Dínamo Sanjoanense, 6

Traquinas

ACR Vale Cambra, 1 – Dínamo Sanjoanense, 6

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...