Os Arrifanenses, 2 – ADRAV, 1

ADRAV: Zé Grande, Ruben (cap), Beto, Pi, Xavier, Abel, Márcio, David, Joca (Vitor, 55’), Pombas (Marcelo Sales, 70’), Barraca (Rúben, 60’).

Suplentes: Tiago Tavares, Vitor, Ruben, Tiago Santos, Marcelo Sales.

Treinador: Carlitos.

A segunda jornada colocou frente a frente duas das melhores equipas do Grupo A deste campeonato. Os Arrifanenses jogavam em casa moralizados pela vitória expressiva do jogo anterior, enquanto a ADRAV procurava repetir o triunfo alcançado na jornada inaugural. Fatores que reuniam condições para uma boa partida de futebol, mas não foi isso que aconteceu fruto da má exibição da equipa de arbitragem.

A ADRAV entrou no jogo com a lição bem estudada. Procurando a posse de bola e sair em velocidade para o contra-ataque, a estratégia não tardou a trazer frutos. Com três minutos de jogo, Beto saltou mais alto que todos e de cabeça abriu o ativo.

A vencer, a ADRAV manteve a identidade de jogo, mas aos 20 minutos os visitantes sofreram um revés. Abel sofreu uma falta, mas foi ao homem de Carlitos que o árbitro exibiu o cartão vermelho.

Com menos um elemento, o conjunto de S. João da Madeira procurou segurar a vantagem e apesar de uma equipa bastante condicionada, fruto da expulsão e de uma série de cartões amarelos, chegou ao intervalo a vencer.

Na segunda parte a fadiga foi tomando conta de alguns homens da ADRAV e as alterações efetuadas por Carlitos foram adiando o desgaste, com Zé Grande a revelar-se eficaz na linha final, negando por duas vezes o que parecia golo certo. Mas a cinco minutos do fim os locais chegam à igualdade num lance que parece precedido de falta e onde aparenta existir um fora de jogo.

A partida estava perto do fim, mas o resultado ainda não estava fechado. Praticamente em cima do apito final, num lance sem contacto físico, a ADRAV é sancionada com uma grande penalidade que Os Arrifanenses converteram.

No próximo fim de semana a ADRAV desloca-se a Nariz, em Aveiro, para cumprir a pré-eliminatória da Taça Inatel.

Zé Grande foi o homem do jogo

Zé Grande começa e evidenciar um papel importante no seio da equipa. O guardião não teve muito trabalho ao longo do jogo, mas nos minutos finais, com uma série de defesas, impediu que os locais chegassem mais cedo ao golo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...