Tem como objetivo retirar pessoas sem-abrigo da rua, dar-lhes uma casa e ajudá-las a recuperar a vida que um dia tiveram 

 

As rendas elevadas e a falta de habitação pública fazem com que muitos não consigam ter uma habitação condigna e que também muitos se tornem pessoas em situação de sem-abrigo. Esta é uma realidade do mundo de hoje, que também está presente em S. João da Madeira (SJM), como retrata a exposição “Trilhos de Rua” patente ao público na Torre da Oliva até 1 de dezembro.

O Bloco de Esquerda (BE) visitou, na passada terça-feira, esta mostra do fotógrafo Samwell Martins criada com a colaboração do Trilho e do Trapézio Com Rede, da Santa Casa da Misericórdia. E digamos que ficou “chocado” com o que viu.

Para os bloquistas, “éincompreensível e inadmissível que numa cidade como S. João da Madeira, onde se gera tanta riqueza, existam pessoas a viver em pobreza extrema”. “É injustificável que numa das cidades do país com maior poder de compra exista tamanha desigualdade social”, sublinham, em comunicado enviado ao labor.

 

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...