Avisos sobre a terra das facas e dos unhas negras acabaram por não ter fundamento

A criação do posto de polícia de S. João da Madeira foi regulamentada pelo Decreto n.º 43501, de 9 de fevereiro de 1961, por, na altura, existir necessidade de “satisfazer imediatamente necessidades de policiamento da área suburbana de Lisboa e de centros industriais e turísticos de grande importância”.

DR

Um grupo de 11 polícias foi nomeado para constituir o efetivo do posto policial sanjoanense que abriu portas às 0h00 de 11 de novembro de 1961.

Neste grupo estava o 2º subchefe Hermínio Farjado, que viria a ser o primeiro comandante da esquadra; os guardas de 1ª classe Daniel da Silva, Firmino Marques e José Godinho; e os guardas de 2ª classe Luís Rodrigues, José Fernandes, António Pereira, Celso Pinho, César Fernandes, Manuel Jorge e Isidro Silva.

Passados 60 anos, restam apenas dois, Celso Pinho e Isidro Silva, para contar a história. O labor falou com um deles, Isidro Silva, durante as comemorações do 60º aniversário da PSP de S. João da Madeira.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...