Tem a duração de oito meses e pretende promover, através de uma intervenção artística e social pluridisciplinar, a inclusão de pessoas mais vulneráveis de Fundo de Vila/Orreiro e Parrinho/Mourisca

 

A apresentação pública foi esta última sexta-feira, no Espaço Vida instalado no Bairro do Orreiro, mas o projeto “Tinta de Limão”, aprovado no âmbito do Programa Bairros Saudáveis, já está em marcha desde o passado dia 2 de novembro. E, a julgar por alguns dos participantes que a nossa reportagem conheceu, promete dar muito que falar.

O nome – “Tinta de Limão” – não surgiu por acaso. Como explicou a técnica responsável, Inês Bastos, “tal como o processo de encriptação de tinta invisível, o trabalho de intervenção social pela arte é visível durante o tempo de ação, deixando posteriormente um lastro invisível, decifrável entre os participantes”. Para que ficassem com uma ideia mais clara do que se trata, foi pedido aos presentes, logo no início da sessão, que escrevessem uma mensagem para o projeto com uma caneta de tinta invisível (visível apenas com luz). Sem dúvida, uma experiência inédita para alguns, que foi do agrado de todos.

Considerando o trabalho já realizado pela Associação de Jovens Ecos Urbanos, a autora do projeto, ao longo dos anos e com maior incidência nos últimos três com a execução do “Habitus”, o “Tinta de Limão” pretende, acima de tudo, potenciar a intervenção da associação sanjoanense com as comunidades residentes nos complexos de habitação social de Fundo de Vila/Orreiro e Parrinho/Mourisca, através de uma intervenção artística e social pluridisciplinar que responde às diferentes necessidades e interesses dos diferentes públicos-alvo.

 

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...