Águas Santas, 33 – AD Sanjoanense, 24

Jogo no Pavilhão de Águas Santas.

Árbitros: Mário Coutinho e Ramiro Silva.

Águas Santas: António Campos, André Sousa (7), Vasco Santos (1), Fábio Teixeira (1), Ricardo Mourão, José Barbosa, Miguel Neves (3), Miguel Loureiro, Mário Lourenço (3); Alexandre Magalhães, Carlos Santos (2), Francisco Fontes (2), Tiago Sousa (1), João Gomes (4), Miguel Baptista (3), Miguel Pinto (6).

Treinador: Ricardo Moreira.

AD Sanjoanense: Lucas Santana, Jackson Souza (1), Francisco Silva (9), Leonardo Silveira (2), Nuno Queirós (3), Gonçalo Fernandes, Guilherme Novo (4), Francisco Fontes, Bruno Castro (5), Matheus Pereira, Guilherme Silva, João Henriques, António Devile, João Lima, Ricardo Pinho, Nilton Melo.

Treinador: João Varejão.

Ao intervalo: 17-11.

A deslocação à Maia encerrou uma série de jogos de extrema dificuldade para a Sanjoanense, que ao longo das últimas semanas vinha defrontando os primeiros classificados do campeonato.

Depois do Sporting CP, SL Benfica e FC Porto seguiu-se o Águas Santas, equipa que, a jogar em casa, bateu os alvinegros por nove golos de diferença (33-24), num encontro dominado praticamente na totalidade pelos homens de Ricardo Moreira.

E foram precisamente os homens da casa que entraram melhor no encontro e lideraram o marcador até ao intervalo. Com menos de dois minutos de jogo o Águas Santas já somava dois golos apontados por André Sousa da linha de sete metros.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...