Um certo alheamento, por trás das máscaras diversas;

Apura-se a visão, para as figuras distantes;

Quem será o que adiante se cruzará nas dispersas

Voltas do nosso acaso, pouco ou muito importantes?

Olha-se quem passa ao pé, sem querer se toca ao de leve,

Como se fora um estranho, como nós p´ra ele também,

A máscara tudo encobre, neste passeio tão breve,

Mais que passeio será uma fuga, mas de quem?

Flores Santos Leite

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...