Foram 50 os clubes aveirenses, certificados como Entidades Formadoras, que no passado dia 15 de janeiro receberam das mãos de Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), a distinção pelo processo de certificação referente à época 2021/2021. A Associação Desportiva Sanjoanense e Dínamo Sanjoanense foram os clubes de S. João da Madeira presentes na cerimónia, com a coletividade alvinegra a receber a distinção relativa à avaliação de quatro estrelas no que diz respeito à modalidade de futebol. O mesmo desempenho foi alcançado pelo Dínamo Sanjoanense, mas no futsal, que lidera a lista dos 17 clubes reconhecidos em Aveiro na modalidade como entidades formadoras. A coletividade é a única do distrito com uma avaliação quatro estrelas no futsal.

Na cerimónia, Fernando Gomes sublinhou “o papel importantíssimo que as autarquias têm nos processos de certificação”. O presidente da Federação Portuguesa de Futebol garantiu que este procedimento “não volta atrás” uma vez que é resultado da “valorização e qualificação, para que a base da pirâmide do futebol continue a ser a sustentação do desenvolvimento do futebol em Portugal”.

O dirigente recordou que “a época 2020/2021 foi muito difícil para os clubes”, e destacou o trabalho da Associação de Futebol de Aveiro “por conseguir aumentar o número de Entidades Formadoras certificadas”. “O presidente Arménio Pinho já demonstrou a sua vontade para que 80% dos clubes de Aveiro consigam a certificação, e acredito que essa meta pode vir a ser alcançada na próxima época, ou na seguinte”, referiu Fernando Gomes.
“Temos uma abrangência territorial de cerca de 85% dos concelhos do distrito, sendo que apenas três não têm Entidades Formadoras certificadas”, destacou Arménio Pinho, presidente da Associação de Futebol de Aveiro, sublinhando que esta cerimónia, cinco meses depois da inauguração da primeira fase da Aldeia do Futebol de Aveiro, “é mais uma prova de como o trabalho desenvolvido está a solidificar o futuro dos clubes da AFA”.

O dirigente sublinhou ainda a importância do trabalho dos clubes e dirigentes em todo o processo de certificação e lembrou que “no meio de tantas adversidades, as autarquias foram um esteio forte na motivação e na manutenção dos clubes”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...