AD Sanjoanense 0 CDC Montalegre 0

Jogo no Estádio Conde Dias Garcia.

Árbitro: Fábio Silva, auxiliado por João Silva e Luís Fernandes (AF Braga).

AD Sanjoanense: Gabriel Souza, Aldair, Edgar, Danrlei, Luís Ká (André Paço, 72′), Jorge Pereira (Bruninho, 82′), Vítor Braga (Ousmane, 64′),Rúben Alves, Pedro Pinho (Lucão, 72′), Didi e Rui Pedro.

Treinador: Tiago Moutinho.

CDC Montalegre: Didi, Ouatara, Bruno Morais, Luan, Zack, Rúben Neves (Manuel Cordeiro, 77′), João Fernandes (Vítor Pereira, 89′), Papalele (Rohun, 89′), Angola, Joãozinho (Baba Sow, 77′) e André Martins (Miguel Ângelo, 77′).

Treinador: José Manuel Viage.

Ao intervalo: 0-0.

Cartão amarelo para Rui Pedro (41′), Edgar (48′), Ouatara (56′ e 68′), Pedro Pinho (71′), Danrlei (73′), Rúben Neves (74′) e Angola (90’+4′).

Cartão vermelho para Ouatara (68′).

A Sanjoanense apresentou-se frente ao Montalegre com o mesmo onze de Guimarães, mas não foi além do empate sem golos, no regresso ao Conde Dias Garcia. Do lado dos visitantes, com alguns reforços em relação ao jogo da primeira volta, foram a equipa que mais se aproximou da baliza contrária no primeiro tempo. Algo apáticos, os alvinegros permitiram aos homens de José Manuel Viage tomarem conta do jogo e, após duas falhas defensivas assustaram as redes defendidas por Gabriel Souza. Do lado dos alvinegros, o único lance digno de registo só aconteceu aos 43 minutos, com Rui Pedro  a fazer um remate de fora da área, mas a sair ao lado da baliza defendida por Didi.

A segunda parte não trouxe nada de novo, e os primeiros minutos foram mais do mesmo, até que aos 50 minutos, e após um erro do guarda-redes forasteiro, Pedro Pinho teve nos pés grande oportunidade para inaugurar o marcador, mas não conseguiu aproveitá-la. O empate não interessava aos homens da casa, que começavam a mostrar algum inconformismo, mas a finalização não era a desejada. Nesse sentido, aos 64 minutos, Tiago Moutinho fez a primeira alteração na equipa, tirando Vítor Braga, que não esteve muito inspirado, e fez entrar Ousmane.

Quatro minutos depois, o Montalegre ficou reduzido a 10 unidades, por expulsão de Ouatara, que viu o segundo cartão amarelo, e a Sanjoanense começou a pressionara um pouco mais na tentativa de chegar ao golo. À passagem dos 71 minutos gritou-se grande penalidade sobre Pedro Pinho, mas o árbitro considerou que ter sido simulação. Mas as oportunidades sucediam-se sem sucesso. Jorge Pereira, eleito o melhor em campo, Didi e o capitão Edgar ainda tentaram a sua sorte, mas do outro lado estava um guarda-redes que soube fechar os caminhos da sua baliza.

Já em tempo de compensação e no tudo por tudo dos homens da casa, Bruninho, de livre direto enviou a bola à barra e perdia-se a última grande oportunidade para somar os três pontos. Depois de 45 minutos que ficaram muito longe das últimas exibições, a Sanjoanense tentou chegar ao golo, mas do outro lado esteve uma equipa do Montalegre bem organizada que nunca deixou de tentar lutar pela conquista dos três pontos. A Sanjoanense com este empate atrasou-se na luta pelos quatro primeiros classificados, que dão acesso à fase de subida.

No próxima jornada, domingo, 6 de fevereiro, a Sanjoanense volta a jogar em casa, pelas 15h00, frente ao SC Braga B.

No final da partida, o treinador Tiago Moutinho não estava satisfeito com a exibição e muito menos com o resultado. “Não foi um jogo competente da nossa parte nos primeiros quarenta e cinco minutos. Na segunda parte, corrigimos alguns comportamentos e fomos superiores ao adversário. Mais uma vez não fomos felizes no final. No entanto, temos e devemos fazer mais. Não desistimos”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...