Desta vez, o sanjoanense João Almeida não disputará a liderança do partido, adiantou ao labor

Em 47 anos de existência esta é a primeira vez que o CDS-PP deixa de ter assento na Assembleia da República, a maior arena política do país.

Embora tenha resistido a uma liderança marcada pelas fraturas internas que há muito passaram a ser expostas a tudo e a todos, Francisco Rodrigues dos Santos rendeu-se ao pior resultado de sempre do partido em eleições legislativas e apresentou a demissão.

Por enquanto, na história, o sanjoanense João Almeida fica como o último deputado do CDS-PP eleito pelo distrito de Aveiro, nas eleições legislativas de 2019, onde, por norma, sempre foi forte, falhando a eleição apenas em 1987. “O resultado do CDS foi péssimo a todos os níveis, seja nacional, distrital ou concelhio”, todavia, “espero não ser o último deputado do CDS-PP por Aveiro e que nas próximas eleições possamos recuperar esse mandato”, assumiu João Almeida ao labor.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...