Fernando Tordo, Pedro Freitas, Capicua, Júlio Machado Vaz e Rodrigo Guedes de Carvalho entre os convidados desta edição

 

Até 21 de março, Dia Mundial da Poesia, todos os caminhos vão dar ao Festival Literário Poesia à Mesa.

Na sua vigésima edição volta ao formato presencial depois de as duas últimas terem sido realizadas unicamente através dos meios digitais devido às restrições impostas pela pandemia. A Poesia à Mesa é “um festival resiliente que nunca foi interrompido, nem durante a crise pandémica sussurrou e manteve um registo online”, afirmou o presidente da câmara, Jorge Sequeira, durante a apresentação do programa à comunicação social, realizada ontem de manhã, na Biblioteca Municipal Renato Araújo.

Alda Lara, Vítor Nogueira, Daniel Filipe, A. M. Pires Cabral, Rosalia de Castro e Capicua são seis poetas consagrados em 2022. “Ao todo, em 20 anos, S. João da Madeira homenageou 120 poetas”, deu a conhecer Jorge Sequeira, realçando o facto de a Poesia à Mesa ser “um dos festivais literários mais importantes do país com características únicas como a sua forma de chegar ao público”. A poesia começou por ser levada aos restaurantes e aos bares, mas também já chegou às fábricas, aos transportes e ao Centro de Saúde. Isto sem contar com as iniciativas promovidas em diferentes espaços da cidade.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...