A Missão Humanitária de S. João da Madeira está de regresso de Varsóvia, onde resgatou, esta terça-feira, 36 cidadãos ucranianos que fugiram da guerra. A sua chegada a Portugal está prevista para o dia de hoje.

Até ao fecho da edição do labor a câmara municipal não conseguiu adiantar o número de cidadãos que ficarão em S. João da Madeira. Por enquanto, apenas é certo que uma parte será acolhida na cidade sanjoanense e os restantes noutros concelhos.

Independentemente do número, todos os cidadãos ucranianos acolhidos em S. João da Madeira têm alojamento garantido em habitações, cedidas gratuitamente, tendo as mesmas sido alvo de visita domiciliária por parte dos serviços camarários.

DF

A Missão Humanitária, organizada pela Câmara Municipal e Junta de Freguesia de S. João da Madeira, “surge de um impulso de cidadãos ucranianos que têm pessoas na Ucrânia e na Polónia em situação de refugiados de guerra e que pretendem deslocar-se para o nosso país para recolherem apoio e abrigo humanitário”, disse o presidente Jorge Sequeira momentos antes do arranque do autocarro que partiu às 20h00 do passado sábado da cidade sanjoanense rumo a Varsóvia

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o  trabalho aqui .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...