O Ministério Público acusou um agente da PSP do homicídio involuntário de Inês Carvalho.

Recorde-se que a jovem de 23 anos seguia no lugar do pendura de um carro conduzido por André “Pirata” quando fugia de uma operação da polícia de S. João da Madeira na Avenida do Vale, onde este se encontrava a furtar veículos.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o  trabalho aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...