AD Sanjoanense, 3 – FC Porto, 6

Jogo no Pavilhão da AD Sanjoanense.

Árbitros: Rui Leitão e Pedro Figueiredo (AP Minho).

AD Sanjoanense: Tiago Freitas, João Lima, Pedro Moreira, Pedro Cerqueira, Hugo Santos.

Suplentes: Marco Lopes, Tiago Almeida, João Pedro Pereira, Luís Filipe, João Ramalho.

Treinador: Vítor Pereira.

FC Porto: Xavier Malián, Ezequiel Mena, Carlo Di Benedetto, Xavier Barroso, Gonçalo Alves.

Suplentes: Tiago Rodrigues, Telmo Pinto, Rafa Costa, Carlitos Ramos, Reinaldo Garcia.

Treinador: Ricardo Ares.

Ao intervalo: 1-3.

Cartão azul para João Lima (24’), João Ramalho (29’). Vítor Pereira (33’).

Marcadores: Ezequiel Mena (3’), Tiago Almeida (5’, 28’), Gonçalo Alves (17’), Reinaldo Garcia (19’), Carlo Di Benedetto (29’, 33’), José Costa (37’), João Lima (43’).

Faltas: AD Sanjoanense, 7 | FC Porto, 14.

O que se temia aconteceu. Depois de três anos no principal escalão do hóquei em patins nacional a Sanjoanense está de regresso à 2ª Divisão. No jogo do tudo ou nada, a derrota (3-6) em casa, frente ao FC Porto, carimbou o destino dos alvinegros, que estavam obrigados a vencer os dragões, e dependentes de terceiros, para alcançarem a manutenção. Mas do outro lado estava um adversário que também procurava a vitória para segurar o primeiro lugar.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...