Elaborado pela TISPT – Consultores em Transportes, Inovação e Sistemas a mando da autarquia, o estudo que foi apresentado hoje, ao final da tarde, no auditório do Museu da Chapelaria, tem como principais objetivos a resolução dos constrangimentos e impasses a nível de circulação rodoviária no Lugar da Ponte e, ao mesmo tempo, a requalificação do espaço público de modo criar condições à utilização de modos ativos na área de intervenção, nomeadamente através da conceção de zonas de estadia, passeios mais largos e percursos mais acessíveis e ciclovias.

Para já não passam de propostas que, durante um período de 30 dias, estarão sujeitas ao escrutínio do povo, em particular dos moradores , mas a solução apresentada em termos de arranjo urbanístico contempla, por exemplo, uma esplanada e um quiosque quem vai da que é conhecida como a “rotunda do Hotel” para a Avenida do Vale, junto ao rio. Além disso, prevê a redução do número de lugares de estacionamento de 82 para 25

Já a nível do reordenamento de trânsito a sugestão da TISPT consiste na construção de uma nova rotunda na Avenida da Liberdade (Av.), antes da ponte, que permitirá a realização de movimentos que atualmente não são permitidos, nomeadamente a viragem à esquerda a partir da Rua Domingos José de Oliveira (N327) para o lado nascente da Av. Liberdade; e viragem à esquerda a partir do lado poente da Av. da Liberdade para a Rua Domingos José de Oliveira (N327).

 

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 19 de maio ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...