O Banco Santander, implantado em S. João da Madeira há vários anos, tem vindo a seguir uma estratégia baseada num serviço de proximidade e focado no cliente, “de modo a proporcionar-lhes a melhor experiência possível”. Foi nesse sentido que na passada segunda-feira, 6 de junho, abriu um novo balcão, situado numa zona privilegiada da cidade, na Rua António José de Oliveira Júnior, e que vem substituir o que já existia. Apresenta-se com uma nova tipologia, SmartRed, sendo mais moderno, tecnológico e especializado. “São balcões maiores, mais atrativos e oferecem um serviço mais personalizado e de maior conveniência”, referiu Nuno Fernandes, diretor do balcão de S. João da Madeira, que salienta também o facto de que irá permitir “estar ainda mais próximo da comunidade, e continuar a contribuir para o desenvolvimento das pessoas e das empresas”.

Para o diretor do balcão, “vamos estar ainda melhor preparados para servir os nossos clientes, com novas funcionalidades, que resultam também da maior capacitação tecnológica e da simplificação de processos que temos vindo a desenvolver”. Realça ainda que a relação dos clientes com a banca apresenta-se cada vez mais digital, pelo que “temos vindo a fazer um maior investimento em inovação. A prioridade tem sido a simplificação de processos e do número de produtos e o lançamento de soluções tecnológicas que permitam ao Banco oferecer um serviço mais eficiente”.

Apesar da era digital estar a ser cada vez mais uma evidência na banca, Nuno Fernandes considera que os balcões continuam a manter a sua importância. Nesse sentido, “o Banco mantém espaços de atendimento aos clientes, onde eles poderão ter o contacto humano que tanto valorizam, mas adaptando esse espaço à nova realidade e combinando da melhor forma as valências de uma agência física com as vantagens do digital”, conclui.

Ao longo do dia foram várias as personalidades que passaram pelo balcão. O presidente da Câmara Municipal, Jorge Sequeira, foi um dos convidados presentes e destacou o facto do banco se manter na cidade. “Muitos bancos têm fechado os seus balcões e reduzindo as suas ações, transferindo-as para o online. O Santander mantém a sua presença física e isso é extremamente significativo”, destacando a escolha do centro da cidade, que diz contribuir para a sua revitalização. Ao mesmo tempo que reconhece também que este é “um lugar de excelência, bem servido de acessos e estacionamento”, referindo-se ao parque de estacionamento do Mercado.

O Santander Portugal é um banco de referência do sistema financeiro português, que tem como missão “contribuir para o desenvolvimento das pessoas e das empresas”. Nuno Pereira, diretor comercial Aveiro Norte, lembra que a instituição serve mais de 1,7 milhões de clientes, e que tem como visão “ser a melhor plataforma aberta de serviços financeiros, atuando de forma responsável e conquistando a confiança perante os colaboradores, clientes, acionistas e sociedade”.

O diretor comercial recorda ainda que o Santander apresenta elevados níveis de rentabilidade e, atualmente, “é o maior banco privado em crédito concedido em Portugal”. Segundo dados disponibilizados por si, no final do 1º trimestre de 2022, o total de crédito a clientes situou-se nos 43,5 mil milhões de euros. Já no plano digital, refere que atingiu a marca de 1 milhão de clientes e “as vendas feitas através de canais digitais já superam as dos canais físicos (56%).

Por último, no apoio à sociedade, realçou que o Banco investiu “um total de 6,7 milhões de euros ao longo de 2021”, tendo anunciado a criação da Fundação Santander Portugal para reforçar esse impacto, intervindo em áreas chave como a Educação, a Empregabilidade, a Ecologia e o Social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...