Envelope financeiro associado à descentralização de competências ronda os 140 mil euros anuais 

Ação Social

0
54
GN

Câmara transferirá, por ano, 80 mil euros para a Misericórdia e 62 mil para a Associação de Jovens Ecos Urbanos. Valores poderão ser revistos “em função da avaliação das dinâmicas e volumes processuais”

É oficial. A partir desta sexta-feira, 1 de julho, a gestão do Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social (SAAS), de pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade e exclusão social, bem como da Ação Social e do acompanhamento aos beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI), é exercida pelo Município, em colaboração com a Santa Casa da Misericórdia (SCM) e a Associação de Jovens Ecos Urbanos de S. João da Madeira.

 

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 30 de junho ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...