Com uma mão cheia de tudo, com outra mão cheia de nada,
Enfrentou o homem o futuro, partindo de um passado,
Onde o nada era tudo e o tudo névoa lançada,
De um meio ambiente, ignoto mal traçado…

 

Flores Santos Leite

 

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 30 de junho ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...