De um lado temos o sindicato que dá voz aos trabalhadores que são vítimas de alegado assédio moral por parte do diretor-geral da empresa municipal. Do outro três trabalhadores e o presidente da câmara a desmentirem tal cenário

 

O período destinado à intervenção do público da última Assembleia Municipal decorreu normalmente até à intervenção de António Augusto Pires da Conceição, coordenador da Direção Regional de Aveiro do STAL (Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional), que deu voz aos trabalhadores que acusam Daniel Matias, diretor-geral da empresa municipal Águas de S. João, de alegado assédio moral.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 21 de julho ou no formato digital. Assine o labor aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...